Insultos ao Islamismo : LIBERDADE DE EXPRESSÃO É LIBERDADE DE OFENSA?

Antes de começar, quero deixar claro que também faço coro a todas as vozes dos movimentos de defesa da liberdade de expressão e dos direitos individuais da pessoa humana.

Há quase 20 anos atrás uma imagem de vídeo, que foi matéria de informação exaustiva na imprensa internacional, chocou o país. Na imagem via-se um sacerdote religioso chutando a imagem de Nossa Senhora de Aparecida para ensinar seus fies de que se tratava apenas de uma imagem de escultura feita de gesso que não merecia respeito algum. No dia seguinte o país estava em polvorosa pela atitude do religioso. Vários templos de sua fé foram violados. Líderes e seguidores católicos protestaram, recebendo apoio de outras religiões que lhes foram solidários... Enfim!

Não tinha aquele irmão o direito de livre expressão para ensinar sua fé? Quando chutava a imagem (que é de gesso) e dizia que por ser de gesso não merecia crédito não estava ele usando o direito de livre expressão? Acaso não temos o direito de acreditar em que bem entendermos?...

Sim! Temos o direito de acreditar em que bem entendermos, e até de manifestar isso, o que não temos é o direito de desrespeitar a fé alheia e nem seus objetos de culto. Direito de expressão não é direito de ofensa, como disse um líder muçulmano; com toda razão!

Estamos vivenciando hoje no mundo um grande movimento de Liberdade de Expressão (eu mesmo já dei minha singela contribuição) em razão do ataque terrorista que vitimou os jornalistas franceses que publicaram charges do profeta Maomé, mas estamos esquecendo uma coisa, e a liberdade religiosa?

Diferente de Jesus – retratado branco de olhos azuis (causa de protesto da comunidade negra, e com razão, uma vez que ninguém pode provar que Jesus não tenha sido negro, gordo, feio, ou careca como eu e você), Maomé não é cultuado por imagem, mas apenas pela memória. Para os mulçumanos retratar Maomé é uma ofensa. Então por que não os respeitam? Por que tanto insistem em ilustrá-lo? Meu Deus, qual a razão disso?... Por que em vez de sua imagem não ilustram suas mensagens, seus belos ensinamentos?...

Curiosamente, falando aqui do Brasil, para muitos é uma ofensa dois homens se beijarem em público. Por quê? Qual o problema de dois homens, ou mulheres, expressarem suas opções sexuais, como fazem os héteros? Há quem diga: “influenciam as crianças.” Se duas pessoas do mesmo sexo influenciam as crianças por se beijarem temos de rever mais nossas liberdades. Devemos lutar pela unicidade religiosa, partidária, futebolistica... Contra os bares, o fumo em público, cenas de sexo na TV, e até castrar os animais por copularem em público (também).

A liberdade de um termina onde começa a do outro. Não há liberdade sem limite, tudo tem limite. O direito absoluto só a deus pertence! É isso que precisa ser discutido, os limites da liberdade de expressão. Sem limite até a democracia vacila, porque democracia sem limite vira anarquia.

Temos sim de defender a liberdade de expressão, mas a liberdade de expressão que não ofende a liberdade religiosa; que por sua vez deve respeitar a liberdade sexual.

Isso é apenas o que penso, é meu ponto de vista, ninguém precisa concordar comigo, peço apenas que respeite. Porque se tem quem desrespeite os direitos alheios tem também quem desrespeite a paz.



***
Ah! Se você se ofendeu com as imagem de Jesus com uma arma na mão, ilustrando esta postagem, não fui eu quem a expus na internet, foi alguém com Liberdade de Expressão.

(a) RONALDO COSTA (O Arrebol Espírita)
https://www.facebook.com/durantdart

Exibições: 988

Responder esta

Respostas a este tópico

Muito bom tema , Ronaldo !!! Obrigado por trazer esse debate para dentro do Espirit Book !

Ontem, eu estava pensando sobre esses eventos recentes na Europa !

  

Óbvio que nada justifica sair matando pessoas, por causa de charges, porém o ser humano é imprevisível mesmo.

   

Até o Papa Francisco disse, ontem, que daria um soco na cara de quem ofendesse a mãe dele !!!

    

Quantas pessoas, que não são terroristas, já não saíram atirando em colegas de classe, colegas de escritório, ou até se suicidaram por causa do chamado Bullying ?

  

Isso já aconteceu no Brasil, nos EUA, na Europa, em todo o mundo !

   

Essa atitude está certa ? Claro que não...

   

Nem o Bullying e nem a "super-reação" (overreaction), ou reação desproporcional, que as pessoas adotam em contrapartida ao Bullying !

    

Para mim, o que estão fazendo com os seguidores do Islamismo, é puro Bullying ! Todo mundo sabe que eles não gostam que se retrate / personifique em imagem o profeta Maomé ! Daí, a turma vai lá e faz !

      

A maioria dos seguidores, graças a Deus / Alá, simplesmente engole esse sapo, como tantas outras pessoas que sofrem Bullying. Porém, tem sempre aquela minoria que tem a super-reação !

   

Vivemos num mundo em que nem todos conseguem engolir sapos, depois de uma ofensa. Ou, dar a outra face a tapa, como nos pediu Jesus !

    

Para mim, vale aquela velha máxima : a minha liberdade termina onde começa a do outro !

   

Eu acredito que liberdade de expressão não é "estabelecer a zona generalizada" e cada um faz o que quer !

   

Enfim, eu não vejo graça nenhuma em "tirar um sarro" da crença dos outros. No mínimo, é falta de educação, é mal gosto...

   

E também não vejo nenhuma graça, e nem justificativa, para sair matando os nossos irmãos !

   

Respeito mútuo é tudo ! "Fazer aos outros, o que gostaríamos que nos fizessem" !

  

Simples assim...

   

Abraço e luz para toda a Humanidade !

Amigo Orlando, se a liberdade sexual dos outros (sou hetero) ofende a sua crença, não ofende a minha; estamos empatado!



Orlando D. Cardoso disse:

Boa tarde, usando da minha "liberdade de expressao", nao compreendi a apologia ao homossexualismo como direito de expressao, quando isto ofende a crença de milhares de pessoas. Nós precisamos corrigir os erros citados e nao usa-los para justificar uma prática controversa, pois muita gente se sente ofendido com estas atitudes públicas, eu me sinto, pois contraria a lei natural, mas também sou terminantemente contra qualquer violencia, ainda que verbal, mas nao devemos incentivar como a outros vícios (fumar, beber ,etc)

Desculpe meu irmão, quem sou eu pra ensinar alguém, mas a Doutrina que sigo é cristã sim, este versículo que vc transcreveu abaixo é que não é cristão, pertence as leis moisaicas (lei do homem), a lei cristã é esta:

"Não julguem, para que vocês não sejam julgados.

Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês."

"Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?

Como você pode dizer ao seu irmão: 'Deixe-me tirar o cisco do seu olho', quando há uma viga no seu?

Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão."

MATEUS 7:1-5

Bom meu irmão, não estou aqui para convencer vc a nada, vc tem todo o direito de acreditar e fazer o que bem entender, afinal de contas, ninguém responderá pelos atos de ninguém para estarmos preocupados com que os outros fazem não é mesmo? Fique em Paz! 



Orlando D. Cardoso disse:


Levítico, 18:22. “Não se deite com um homem, como se fosse com mulher: é uma abominaçao.



Olá a todas/os,

Je suis Charlie -- em termos de liberdade de expressão.

Je ne suis pas Chralie -- em termos de ridicularizar a religião ou concepção de mundo de outros. Mas não vou impor essa minha atitude em ninguém.

Perguntar não ofende: 1. Se os muçulmanos se ofendem com uma revista que ridiculariza sua religião, por que raios eles compram a revista? 2. Será que eles fizeram qualquer atitude contra 2.1 A revista Playboy, que claramente vai contra os princípios islâmicos?; 2.2 As fábricas e vendedores de cerveja e bebidas alcoólicas, que claramente vão contra os mesmos princípios? 3. Por que outras religiões não ligam se são ridicularizadas? Será que é porque se modernizaram, e se tornaram mais tolerantes?

aaaaaaaaaaaaa, VWS.

É para isso que expomos uma ideia, para se debater, para que juntos chegamos a um pensamento comum, se possível for. Compreendi seu raciocínio, mas vc não acha que o que para um é comum para outros é absurdo; o que para um é um simples apelido (gordo por exemplo) para outros é uma ofensa; que a vaca que se come aqui é sagrada ali; que o beijo entre homens, que tanto se quer combater aqui é algo comum justamente nos países árabes; são as diferenças meu irmão, que temos de respeitar. Se o vizinho da direita não se incomoda com música alta, nos dá direito de perturbarmos o da esquerda? Reflita sobre isso! Abraços Fraternos!



Valdemar W. Setzer disse:

Olá a todas/os,

Je suis Charlie -- em termos de liberdade de expressão.

Je ne suis pas Chralie -- em termos de ridicularizar a religião ou concepção de mundo de outros. Mas não vou impor essa minha atitude em ninguém.

Perguntar não ofende: 1. Se os muçulmanos se ofendem com uma revista que ridiculariza sua religião, por que raios eles compram a revista? 2. Será que eles fizeram qualquer atitude contra 2.1 A revista Playboy, que claramente vai contra os princípios islâmicos?; 2.2 As fábricas e vendedores de cerveja e bebidas alcoólicas, que claramente vão contra os mesmos princípios? 3. Por que outras religiões não ligam se são ridicularizadas? Será que é porque se modernizaram, e se tornaram mais tolerantes?

aaaaaaaaaaaaa, VWS.

           Também penso da mesma forma, porque as pessoas ao invés de estar criticando os outros ,não procuram promover tudo que Moisés , Jesus, Maomé, Buda , Ghandi  e tantos outros homens de paz anônimos quiseram ao seu modo falar aos homens, de amor, paz, justiça e fraternidade entre todas as criaturas. Gente será que essas pessoas não sabem o valor da paz, harmonia  e o amor ao próximo. Vamos viver em paz, isso sim. Vamos exercer o amor em nossos corações....

Olá a todas/os,

Acho que não fui bem entendido. Sou contra a ridicularização de religiões ou seja lá do que for. Mas vou defender, como Voltaire, que os que ridicularizam se manifestem. Se for por escrito, não sou obrigado a ler o que escreveram ou desenharam. Se for com som alto, perto de mim, sou obrigado a ouvir, e aí não sou a favor da manifestação e vou tentar impedi-la.

Voltaire: “I do not agree with what you say but I will defend to the death for your right to say”

em

http://www.the-philosophy.com/voltaire-quotes

aaaaaaaa, VWS.

Meu irmão, já que vc é tão apegado as letras, falta uma coisa que vc precisa ler: A ESTACA ZERO.

Boa Leitura: http://www.espiritbook.com.br/profiles/blogs/a-estaca-zero

Meu irmão, definitivamente, você está confundindo o "Respeite o que o outro faça." com o "Faça o que o outro faz."

Façamos o seguinte, vou fazer de sua reclamação, contra minha conduta, um artigo pessoal, que publicarei no Facebook (com link desta página em anexo)  e deixarei depois, em sua página, o link para que você possa encontrar alguém mais preparado do que eu para estabelecer um aprendizado mais proveitoso. Fique com Deus e até sempre!

Orlando D. Cardoso disse:


Boa tarde, de que serve as mensagens se ninguém ler ou ignora-las? Creio que o motivo de Deus permitir é para nos instruir.

NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO

Manoel Philomeno de Miranda (Espírito)

Obra psicografada por Divaldo Pereira Franco

 Um caso de homossexualismo - Naquela noite, o primeiro caso seria o julgamento de José Marcondes Effendi, 21 anos, ainda encarnado. Uma testemunha historiou os acontecimentos. Sessenta anos atrás, José tramara a morte da entidade que ali comparecia como testemunha. O crime foi por motivo torpe. José, que na época era uma mulher, combinou com seu amante a morte do próprio marido, um crime que não foi descoberto pela justiça terrena. Após muitos anos, a vítima se viu diante de um jovem de 10 anos aproximadamente: era sua esposa reencarnada em corpo de homem. O processo obsessivo começou ali e acabou gerando um doloroso caso de homossexualismo, assim explicado pelo obsessor: Identificando nela (em corpo de homem, agora) as tendências guardadas da vida anterior, em que as dissipações atingiram o auge, seria fácil perturbar-lhe os centros genésicos, através da perversão da mente inquieta, em processo de hipnose profunda, praticada por técnicos desencarnados. Com a ajuda de um hipnotizador indicado por Teofrastus, foi fácil modificar-lhe o interesse e inclinar-lhe a libido em sentido oposto ao da lei natural, já que o seu corpo era masculino, produzindo irreparável distonia nos centros da emoção. Daí por diante, o obsessor associou-se à sua organização física e psíquica, experimentando as sensações que lhe eram agradáveis e criando um condicionamento em que seus interesses passaram a ser comuns. O ódio se converteu em estímulo de gozo, imanando-os em processo de vampirização em que o espírito se locupleta e, ao mesmo tempo, destrói sua vítima, atirando-a cada vez em charco mais vil, até que o suicídio seja sua única saída. (Cap. 8,

A questao nao é julgar, nao temos competencia pra isto, mas orientar.

Meu irmão, como o prometi, apresentei o link para que todos chegassem até aqui, não porque fossem ver algo de diferente do que escrevi, mas para que lessem pessoalmente o que diz um "espírita" a quem a liberdade sexual ofende.  Meu querido, me desculpe se a Doutrina Espírita que sigo, e que vc diz seguir, não me ensinou a ter tendências homofóbicas, ao contrário me fez ser tolerante, até porque se assim não fosse com certeza eu teria ido por outro caminho. Escreva, fundamente, suas razões, que postarei não só em uma, mas em 04 páginas no Facebook, alem de 08 sites que há anos venho publicando. Avise aqui quando estiver pronto. Nada impede que vc faça do jeito que diz ser, só é um pouco mais trabalhoso que fazer meras acusações mas é possível. Em todas minhas postagens, nesta inclusive, tem o link de minhas páginas.

Meu irmão, o problema não está no que vc ler, mas como lê. Espero que este vídeo lhe passe algum ensinamento:

Olá a todas/os,

A sexualidade, assim como a concepção de mundo e a religião, são assuntos estritamente pessoas, e ninguém tem nada a ver com isso, a menos que a pessoa esteja incomodando outros.

A propósito, os anticoncepcionais introduziram aberrações cármicas: um espiírito que está no processo de se encarnar novamente, com uma ânsia muito grande de voltar à Terra, de repente pode ver o seu caminho previsto (isto é, nascer de determinados pais e em determinadas condições) barrado.Nessas condições, acaba se encarnando em outro corpo que não estava previsto, com grandes consequências. Conheço um caso de um garotinho que disse aos pais: "Eu vim para cá porque a porta da titia estava fechada."

aaaaaaaaaaa, VWS.

Vc está completamente certo, as escolhas de cada indivíduo são pessoais, se a interferirmos estamos nós infringindo uma lei que é sagrada, a "Lei de Livre Arbítrio."

O que o nosso irmãozinho não está conseguindo compreender é que respeitar o livre arbítrio das pessoas não é dizer que o que fazem é correto, mas apenas respeitar. Respeitar o direito de alguém se embriagar não é negar que o alcoolismo  é um desvio; respeitar o direito de alguém fumar não é negar que o fumo é um desvio; respeitar o direito de alguém abusar não é negar que os abusos são um desvio; mas apenas obedecer a uma lei que é sagrada.

Portanto, que o homossexualismo é um desvio até nossos irmãos homossexuais reconhecem isso. Agora, o que eles reclamam, e com razão, é o direito de exercerem seus livres arbítrios como o fazem o alcoólatra, o fumante, o guloso, a ninfomaníaca e/ou o satirisiano (viciados em sexo); como todos de alguma forma o fazemos, e nisso eu os apoio.



Valdemar W. Setzer disse:

Olá a todas/os,

A sexualidade, assim como a concepção de mundo e a religião, são assuntos estritamente pessoas, e ninguém tem nada a ver com isso, a menos que a pessoa esteja incomodando outros.

A propósito, os anticoncepcionais introduziram aberrações cármicas: um espiírito que está no processo de se encarnar novamente, com uma ânsia muito grande de voltar à Terra, de repente pode ver o seu caminho previsto (isto é, nascer de determinados pais e em determinadas condições) barrado.Nessas condições, acaba se encarnando em outro corpo que não estava previsto, com grandes consequências. Conheço um caso de um garotinho que disse aos pais: "Eu vim para cá porque a porta da titia estava fechada."

aaaaaaaaaaa, VWS.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!