Os homens costumam inverter os ensinamentos de Jesus, advindo daí uma série de males que perturbam a paz do mundo. Até mesmo aqueles que se dizem cristãos vivem divorciados da moral evangélica, conforme se verifica pelos seguintes exemplos:

Jesus prescreve: "Buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça; tudo o mais vos será dado por acréscimo." Os homens, invertendo este preceito, fazem exatamente o contrário: buscam tudo o mais, e esperam que o reino de Deus lhes seja dado por acréscimo à última hora.

"Não faças a outrem o que não desejas que os outros te façam." "Faze aos outros o que desejas que os outros te façam."

Como costumam proceder os homens com relação aos dois magistrais preceitos acima transcritos? E' notório que agem em sentido diametralmente oposto: fazem aos outros o que não querem que os outros lhes façam; e deixam de fazer aos outros o que desejam que os outros lhes façam. Procedem, portanto, em desacordo com a justiça simbolizada no primeiro preceito, e em desacordo com a misericórdia estatuída no segundo.

Se procurarmos a causa das dúvidas suscitadas entre os indivíduos e as nações, desde as mais simples até as mais graves, duma ligeira desinteligência até as guerras sanguinolentas que têm ensopado a Terra de sangue e de lágrimas, havemos de encontrá-la na desobediência àqueles dois sábios mandamentos, os quais os homens invertem fazendo precisamente o contrário do que eles preconizam.

* * *

 

"Ajuntai para vós tesouros no céu, onde o ladrão não rouba, a traça não rói e a ferrugem não consome."

E' sabido que os homens, menosprezando a recomendação supra, empregam o máximo de seus esforços, de sua inteligência e de todas as possibilidades a seu alcance em ajuntar tesouros na Terra, onde o ladrão rouba, a traça rói, a ferrugem consome e a morte arrebata.

* * *

 

"Amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos fizeram mal; orai pelos que vos perseguem e caluniam. Não resistais ao mau; dai a capa a quem vos disputar a túnica." Os homens aborrecem seus inimigos, retribuem o mal com outro mal maior, vingam-se das perseguições, resistem ao mau, empregando a violência, disputam e demandam quando se sentem prejudicados. Parece mesmo que se esmeram em contrariar acintosamente os conselhos que Jesus lhes legou quanto àqueles dispositivos.

* * *

 

"Bem-aventurados sereis quando vos perseguirem por causa da justiça. Alegrai-vos e exultai quando, mentindo, disserem todo o mal de vós por minha causa."

Os homens lamentam, protestam e se revoltam quando sofrem a mais leve perseguição por causa da justiça. Murmuram, choram e blasfemam quando sabem que, mentindo, disseram mal deles, por causa da verdade.

* * *

 

"Porfiai por entrar pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçosa a estrada que conduz à perdição; e estreito é o caminho que conduz à vida eterna."

Os homens fogem espavoridos do caminho estreito do dever, fogem das lutas e das porfias na formação do caráter, na obra do aperfeiçoamento próprio, para enveredarem pela estrada larga e cômoda da hipocrisia, das fraudes e das prevaricações. São partidários incondicionais da vida

 

fácil, onde vicejam os vícios e as paixões bastardas; e são adversários da vida simples, modesta e laboriosa onde medra a virtude e onde se alcança a sabedoria. Como estranhar, pois, que o homem se debata no meio de angústias e de aflições e verta lágrimas através de guerras, de pestes, fome e calamidades de toda a espécie, uma vez que ele inverte completamente os preceitos da moral evangélica; uma vez que ele age em tudo e por tudo em flagrante e afrontoso antagonismo com a lei divina, que é a lei natural revelada pelo Cristo de Deus?

 

LIVRO: EM TORNO DO MESTRE

AUTOR: PEDRO DE CAMARGO – PSEUDÔNIMO DE VINICIUS

EDITORA: FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

6ª EDIÇÃO – ANO DE PUBLICAÇÃO: 1939 (PÁG. 256 – 258)

Exibições: 40

Responder esta

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!