Importância do desenvolvimento do médium / mediunidade / moralidade.

 

Todos nos não passamos de interpretes do Cristo, a fonte de que provem toda a verdade e todo o amor para a terra.

Originalmente, nenhuma ideia nos pertence; não somos autores e sim coautores.

O médium não passa de, simbolicamente, ser o leito por onde a água do rio se escoa, de novo a procura do mar...

São vários os interpretes (médiuns) que a refletem o que vem do mundo espiritual de acordo com suas características. Obviamente não poderia ser diferente, claro.

O médium, por esse motivo, dependerá de sua formação como um todo – não há como separar a mediunidade do médium. 

------------X------------

Muito vemos novos (e antigos) espíritas e espiritualistas procurando soluções para a vida espiritual (bem como para a material) desenvolvendo diretamente as técnicas especificas relacionadas a intensificação da mediunidade, querendo capacitar-se no que há de mais misterioso e mágico. Poucos  percebem a necessidade de desenvolver-se moralmente para serem bons interpretes e ajudantes tarefeiros, tanto para si, quanto para os outros. A não percepção da importancia do estudo e entendimento do “eu interior” de cada um tem como consequência a reincidência de muitos problemas.

Sabemos que a maioria dos problemas (ou todos) são bilaterais.

 

Convido-os a discorrer sobre os diversos caminhos, resultados e consequências que - pessoas ligadas apenas ao místico e mágico... E que se distanciam da essencia, desenvolvimento e compreensão dos sentimentos e emoções (de si mesmos e do próximo) podem encontrar na pratica e desenvolvimento da mediunidade.

Grato,

Fabio

Exibições: 534

Responder esta

Respostas a este tópico

Todos somos influenciados por pensamentos estranhos.  O que vemos na tevê, um olhar desaprovador de um colega ou  o que lemos nos jornais nos influencia emocionalmente e acaba por influenciar no que pensamos ou como agimos no cotidiano.

Desenvolver a mediunidade...   Primeiro lugar seria perguntar: Por quê?

Todos temos algum grau de mediunidade.  Somos influenciados inconscientemente, para o bem ou para o equívoco, o tempo todo.  Olhe ao seu redor:  a maior parte das pessoas estão interessadas nos prazeres materiais.  A maior parte dos pensamentos que nos influenciam estão neste nível.  Ódio, inveja, luxúria e rancor estão sempre vibrando ao nosso redor.  Não acredita?  Espere até a próxima fechada no trânsito ou até alguém entrar na fila na nossa frente no supermercado para ver quantas bençãos desejaremos para este próximo...

Somos como um rádio.  Recebemos e retransmitimos o tempo todo.  A questão principal é a sintonia.  Deveríamos avaliar seriamente o que estamos pensando e sentindo.  Este é o canal que sintonizamos.  Como a maior parte dos pensamentos e emoções que nos cercam são de baixa moral é natural que estejamos muito acessíveis a este padrão.  Mas podemos trocar de canal.  Lembrar que não somos responsáveis se um pássaro pousar em nossas cabeças, mas o somos se o deixarmos criar um ninho.  

Acessar melhores pensamentos e emoções.  Como?  Boas companhias espirituais, encarnadas ou não.

Procurar um bom centro kardecista, onde possa estudar e praticar o bem.  Selecionar bem o que conversamos, lemos ou vemos.  Se quer desenvolver a mediunidade, a leitura da Codificação de Kardec seria muito importante, em especial O Livro dos Espíritos, O livro dos Médiuns e  O Evangelho segundo o Espiritismo.  Este último é um verdadeiro manual de como se sintonizar com bons pensamentos e vibrações.

Diga-me com quem tu andas e te direi quem és.  Diga-me que tipo de pensamentos sempre te acessam que te direi quem te acompanhas...

Sem falso moralismo: Que programas assistimos? Que filmes vemos? Que livros lemos? Que tipo de notícias procuramos nos jornais? Que tipo de conversas gostamos de ter com amigos?

Em que tipo de sintonia mental nos colocamos?

Trocar de canal não é fácil.  Não será sem grande esforço que conseguiremos nos livrar de antigos e enraizados processos mentais.

Desenvolver (mais) a mediunidade significa aumentar a sensibilidade da nossa antena espiritual.  Se nossa sintonia está para um baixo padrão moral, que tipo de transmissões iremos receber?  Já estamos preparados moralmente para aguentar  tamanha pressão?

Quantas vezes não olhamos para o outro lado quando um mendigo incomoda nosso bem estar com suas carências básicas?  Se não damos conta nem dos poucos famintos encarnados que encontramos no dia a dia, estaremos prontos para a multidão de carentes invisíveis que nos cercam?  

Estamos prontos para abrir uma janela se não queremos ver o que há no jardim? 

Para desenvolver a mediunidade deveríamos antes de tudo desenvolver outro dom adormecido:

O dom da CARIDADE.

(retirado do fórum "Mediunidade, como desenvolver?")

Binho.....mandou muito bem.!!!!!! Tá esperto heim????

Esse é um grande e árduo trabalho que envolve os administradores de Templos e Centros: a tarefa de conquistar o "discipulado" a abrir mão do mundo mágico e da ilusão que habita as esferas da mediunidade, quando esta não está atrelada à educação moral do médium

Beijocas.....e vou aguardar mais comentários.

Ótimo tema, Fabinho! Se começarmos pelo ponto que a mediunidade é uma ferramentaque nos é dada para, em primeiro lugar, por bondade e misericórdia divina,  resgatar muitas de nossas faltas através do trabalho, devemos entender que quanto melhores formos, estaremos ajudando, em primeiro lugar, a nós mesmos...

É possível ser médium, sendo uma pessoa sem moral, com defeitos?? Jesus dizia que os sãos não precisam de médico...

Por outro lado, se não procurar se melhorar moralmente, o médium atrairá a companhia de espíritos com sintonia de gostos, e hábitos...e a emenda pode sair pior que o soneto. Recebendo a mediunidade para se melhorar e ajudar ao próximo, desperdiça a oportunidade e descamba para erros outros...

Educar-se moralmente, e procurar se melhorar, é, antes de tudo, medida de autoproteção;contribui para o bem-estar emocional e psicológico...E por aí vai...

Abraços, Fabinho querido!!

   O fascínio pelo mágico e pelo misterioso sempre nos acompanhou através da História. Esse tipo de visão já casou e causa ainda muito atraso na evolução espiritual da Humanidade. Quando nos entregamos ao oculto sem preparo e questionamentos somos presas fáceis para os degradados do mundo invisível, e do visível também.

   Os estudos (em fontes confiáveis) são fundamentais para estabelecermos o que é certo e errado, verdadeiro ou falso, mas acima de tudo para sempre questionarmos novas idéias que nos acessam.

   Já dizia Emmanuel para o Chico: "se algum dia eu disser alguma coisa que não esteja de acordo com os ensinamentos de Jesus, então me desconsidere". Em outras palavras ele disse: me escute, mas pense e use como parâmetro os ensinamentos de Jesus.

Todos devemos buscar o conhecimento de acordo com nossa evolução espiritual, por muitas vezes achamos que só porque passamos por certa coisa temos o exemplo e alguma pessoa não deve passar, mais isso depende da jornada de cada. temos que passar por nossa trajetória para evolução do ser assim buscando conhecimentos em livros exemplos em evolução pessoal para desenvolvermos a mediunidade. A moralidade como falei em outro tópico são pessoas a quais não estão ainda em evolução como sempre estamos e infelizmente está sendo sugado por um obsessor, ao qual também faz parte da evolução do ser aprender a lidar com espíritos assim. E assim a importância do desenvolvimento do médium para reconhecer este fato e cuidar se. Porque nossa jornada não é fácil.

Olá amigos todos!!!

Bom,

Resumido e falando por mim (pensei em mim ao criar esse tópico) posso afirmar que por duas vezes em minha curta vida de 32 anos tive a péssima (pois para mim não foi boa) ideia de procurar soluções e obter satisfação estudando e trabalhando a mediunidade fenômeno. 

A primeira vez ainda bem jovem, na verdade criança foi aos 15/16 anos onde por conta própria fui em busca de conhecimento a partir de incentivo das mídias. Fiquei deslumbrado com a ''magica'' possível dos fenômenos espirituais já que bem antes dessa primeira experiencia, quando comecei a falar e perceber melhor o mundo percebia uma presença extra material em meio a natureza, ainda bem pequeno. Resultado: quase fiquei esquizofrênico e por muito pouco não fui internado em colégio interno para ''alunos especiais''.

Nesse meio tempo onde recebi tratamento fui condicionado de que tudo por que passei era fruto da minha imaginação me tornando ateu. Os fenômenos pararam mas nunca deixei de sentir algo diferente no ar.

A segunda vez já iniciado na doutrina espirita novamente e com 30 e poucos anos me senti suficientemente maduro para ''desprezar'' os estudos mais aprofundados sobre as implicações éticas e morais e novamente fui atrás de conhecimentos técnicos e específicos sobre como desenvolver a mediunidade em si, fenômenos etc... Resultado:entrei em paranoia e quase fiquei louco novamente.

Não que eu fosse imoral, não é isso. Eu nunca desejei o mal e nem pratiquei-o espontaneamente mas faltava e FALTA conhecer alguns processos que habitam em mim. Penso que o fato de eu me sentir BEM não quer dizer que eu esteja de fato BEM de fato.

Acredito que o caminho mais apropriado para o medianeiro é: FLORAÇÃO--->FRUTO--->AMADURECIMENTO DO FRUTO--->FASE ONDE COMEÇA A PRODUÇÃO ATIVA E UTIL.

Pois bem...

Eu quis pular da FLORAÇÃO direto para a FASE ONDE COMEÇA A PRODUÇÃO ATIVA E ÚTIL.

Eu estive criando e alimentando uma enorme arvore com copa gigante mas em momento algum me preocupei com o fortalecimento da RAIZ. Apenas a BELEZA da arvore me interessava. 

Quando bateu o primeiro vento forte, EU CAI.

E o tombo foi forte!!! Nessa ultima vez quase não levantei! Ufaa :)

Mas essa é a minha experiencia.

Grato amigos pelo compartilhamento de ideias.

Abraços

Clô e Marta, beijo especial no'cês duas! :)

Fabio querido...você é do...

Sua percepção sobre a árvore está perfeita....você está mais maduro...consegue se ver.

Os estudos e aprofundamentos sobre as leis dos mundos extra físicos, irão te ajudar a fortalecer o tronco da sua árvore (é necessário).....mas as suas raízes se fortalecerão com sua conduta ética.

Nessa jornada...também aprenderá que os estudos precisarão ser abrangentes e diversificados, pois o tronco da árvore "precisa ser flexível"....para os "momentos de tempestades". Nesses momentos o tronco precisará  se vergar até o chão....e depois se levantar....num ciclo contínuo de vida.

Deixo um dever de casa.....rsrsrsrsrsrs!!!!  Observe como está sendo feita a construção do conhecimento......se estiver sendo  feita em bases rígidas (em uma única forma de ver as respostas para o mundo....com uma única visão sobre a verdade...com um única solução....)....isso se tornará perigoso... pois a árvore poderá se partir......como já aconteceu outras vezes...não é mesmo ???

As suas raízes estão em Deus.....fortalece-as com tua fé. Fé que significa ação benfeitora. Os seus mentores te guiarão nessa jornada de crescimento.

Estou feliz por ti!

Fábio, gostei muito do que você postou e gostaria de saber se pode me indicar umas boas leituras a respeito de desenvolvimento mediúnico, sempre escuto falarem pra mim, você precisa desenvolver sua mediunidade, eu na verdade tenho pavor de começar a ver espíritos e por ai vai, sei que tenho que aprender e muito primeiro, por este motivo abri mão de ir ao centro nos desenvolvimentos, se puder me indicar algum livro, desde já obrigado Joselia

É, amigo querido!! A natureza não dá saltos!! 

Para crescer, temos que ter uma base forte e firme para nos apoiar...Esclarecimento, amor, boa-vontade, amadurecimento, (uns tombinhos aqui, outros ali), e finalmente já começamos a nos manter sobre nossos próprios pés... Mas e aí?? Aí que o trabalho sério começa! E depois que a gente começa, não pode parar mais...Lembra de Jesus?? "Orai e Vigiai". Oramos para termos forças e equilíbrio para nos mantermos no caminho certo, e Vigiamos, para que um descuido não ponha a perder nosso trabalho...Sempre pra frente, amigo, fortalecendo e alimentando nossa fé!!

Parabéns pela caminhada. Vc é dez!! Bjoca graaaaaande!!

                                     

 Olá Alexandre,

Outro dia numa palestra ouvi essa mesma frase e entendi que até mesmo um ser super elevado pode em algum momento se encantar e seguir um caminho mais encantador porem menos logico. Penso que os parametro morais do Cristo são difíceis de seguir a risca pelo menos para a maioria de nós mas, o que vale é tentar o mais que puder. Vigiar e orar. Orar e vigiar.

Valeu irmão,

Abraços

Queridissima Marta,

Antes de mais nada desculpe a minha demora. Estou passando por um momento onde venta muito.. mas o tronco está aqui firme e forte. As vezes parece que vai quebrar mas eu estou ficando cada vez mais esperto (eu acho..rsrs) e tomo uma atitude, viro o pensamento, chamo o guia...e vamo que vamo.

Sim, acho que eu estou indo bem nessa lição de casa que me passou. O Espiritismo - ao meu ver - e super dinâmico e mesmo que em alguns momentos ou linhas de pensamentos ele pareça ser rígido entendo que ele não é. Bom, mas esse dinamismo tem base não é? Ser dinamico não significa ser ''total flex'', concorda?

O que quero dizer é que tudo posso mas nem tudo me convém(também). Quem sou eu para julgar mas dentro das minha base flexível tenho, como você disse, a benfeitoria como regra e conduta. Tendo usar o amor para com o próximo e quando tropeço, tento levantar e sorrir pois... a revolta que antes fazia parte da minha vida não me fortaleceu...e de tanto estudar cores, luzes e alegorias quase acabei louco e sem fé. A um primeiro momento isso pode parecer ruim e perigoso, e de fato foi perigoso mas... foi a partir disso que hoje estou aqui valorizando a vida, o ser humano, a compreensão e aprimoramento da ética...e por ai vai...

Agora mesmo venta um pouco e eu sigo firme...com areia sendo jogada em meus olhos..eu sigo sorrindo e confiante.

Um big beijo em ti! :)

Querida Clô, 

Muito grato pela força mental que sei que vem dai.

Pois é, vejo que o trabalho ainda nem começou e mesmo assim, as vezes vem aquela turbulencia + frio + sede + tudo o que é possível para tentar desviar do trabalho de continuar a ser e ter boas condutas. 

Nesse momento e que percebo o quanto estou mesmo fortalecido...me fortalecendo. Quando está tudo ok é facil... nesse meu atual momento onde acaba de passar uma ventania e ainda resta a brisa...sei que ali adiante - assim como o tempo metereológico - outras tempestades virão... e como a senhorita disse, orar e vigiar, trabalhar-se para continuar nesse caminho de tentar ser um pouco melhor, estar um pouco mais no ''campo'' do bem...depois que a gente começa não pode parar mais não.

Um beijo e um abraço minha querida!

:)

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!