Bom meus amigos, sei que o assunto é pesado, mas eu não poderia deixar de colocar isso pra discussão...

Gostaria de saber de vcs, o que leva uma pessoa que muitas vezes tem tudo na vida  buscar o preenchimento interior,  nas drogas....

Seria a falta de Deus em sua vida, uma vez que não escolhe Classe Social?

O que seria esse vazio que muitas pessoas tem e não conseguem preencher?

Seria insatisfação com essa encarnação, mesmo que inconsciente?

Seria a falta de religião como já citei acima?

Seria falta de base familiar, ou  imaturidade espiritual só?

Porque, mesmo sabendo que isso os leva a morte, essas pessoas insistem em usar?

ENFIM, ADORARIA SABER A OPINIÃO SOBRE ESSE ASSUNTO TÃO EM PAUTA DIÁRIAMENTE!

Abraç0)

Lena

Exibições: 466

Responder esta

Respostas a este tópico

Aproveitando o assunto, o que todos pensam sobre a liberação das drogas no Brasil ?

Ontem, tivemos a liberação de manifestações a favor da liberação, no caso da "Marcha da Maconha".

Seria isso um sinal que os Poderes no Brasil estejam preparando o terreno para a liberação ?

Essa liberação enfraqueceria os "reis" do tráfico ou isso é lenda ?

Estaria um usuário de drogas sofrendo pesada influência espiritual maligna ou é tudo exclusiva responsabilidade da pessoa, não havendo nenhum componente espiritual ?

grata, por enriquecer essa discussão....

Eu acho que existem forças obscuras, agindo de maneira bem sorrateira... caminhando para depuração do Planeta...

 

ola amiga, talvez seja por tudo que voce citou mas o sentimento de ser por dentro de tudo não ser careta como se fala e a sensação de se achar auto suficiente.

pois tem pessoas que acham que pode mais do que deus, podem tudo e esquece a lei de ação e reação.

abraços.

bom dia amigo.

acredito que seja as duas coisas, pois atraves de leituras e debates, dissem que quando se faz o orar e vigiar voce se fortifica e cria uma fortaleza, que  te deixara fortalecida com o mal que tem no planeta terra e seu espirito cria uma barreira para todas essas epidemias.

é so nos acreditarmos em deus e fortificar nossa fé.

É um assunto polêmico... as drogas lícitas (álcool, cigarros) já causam tantos estragos para o individuo, para a familia e para a sociedade, imagine as drogas  hoje ilícitas que são mais "pesadas" , pois a fragilidade de uma pessoa que faz ela ser dependende de qualquer "droga" seja ela química ou psíquica como o jogo por exemplo são compulsões altamente destrutivas e incontroláveis , onde a pessoa perde facilmente os paramêtros de certo e errado, onde se vc levar em conta o livre arbitrio a pessoa sim escolherá a droga por não ter a capacidade alguma de resistência a ela.

Legalizando as drogas seria o mesmo que dar um revólver com uma única bala para ela e deixá-la apontar para a própria cabeça, fazendo um a "roleta russa" que mais cedo ou mais tarde acontecerá o suicídio que poderá ser lento e gradativo, doloroso para ele e para os seus, ou rápido e fulminante, sem tempo para tentar voltar atrás.

Bem espiritualmente suícidio é suícidio, o espírito perecerá no "Umbral", ou perdido por tempo indefinido até conseguir entender o quanto fez de mal para si mesmo e para o próximo, um processo evolutivo demasiadamente demorado e doloroso, onde nós como sociedade e irmãos perante Deus, temos o papel de sermos contra a legalização para pelo menos tentar proteger ou pelo menos minimizar esses estragos que essas pessoas não tem o poder de enxergar o quanto pode ser grandioso , desastroso e dolorido.

um abraço fraternal

Pois é Jolena, esse assunto tem me tirado o sono há tempos...

O que as pessoas estão fazendo com seus corpos que lhes foram dados, para cuidarem enquanto aqui encarnados, e o que dizer de seu espírito... minha nossa!!!

Esse assunto ainda vai tirar o sono de muitas pessoas, não só o meu não!

abraç0)

Ola Lena e leitores,

Esse assunto deve ser discutido. Estranhei que a imagem colocada pela Lena não tivesse o álcool. 11% dos adultos brasileiros são dependentes dele.

Sou totalmente a favor de descriminalizar a oferta de drogas (o consumo não é mais considerado crime no Brasil), desde que elas sejam oferecidas oficial e controladamente. Uma tentativa de suicídio não é um crime, como podemos então impedir que uma pessoa, se estiver em sã consciência, se destrua com as drogas?

Sou totalmente contra QUALQUER propaganda de drogas, começando pela cínica permissão de propaganda de bebidas alcoólicas pela TV. A propaganda de fumo foi proibida nela por uma razão muito simples: essa propaganda funcionava, pois a TV induz um estado de sonolência, semi-hipnótico (o que já foi provado por pesquisas neurofisiológicas, vejam meus artigos a respeito dos meios eletrônicos em meu site), e tudo o que é transmitido é gravado no subconsciente, atuando daí na pessoa. Por isso houve um casamento perfeito entre TV e propaganda (gastam-se 2/3 da verba de propaganda no Brasil  com a TV, pois ela funciona -- não só por ser o veículo de comunicação mais difundido, mas por que realmente induz as pessoas, especialmente crianças e adolescentes, ao consumo). Foi um cinismo fantástico terem proibido a propaganda de fumo e não de bebidas alcoólicas, que são muuuuuito piores (pois tiram a consciência das pessoas, isto é, prejudicam a sua encarnação).

Uma das consequências trágicas das drogas é a diminuição e até eliminação da força de vontade, que é um resultado direto da atuação do Eu, nossa parte espiritual mais elevada. Em outras palavras, o Eu deixa de poder atuar nos corpos inferiores -- por isso, inclusive, acaba a moral da pessoa. Aliás, todos os meios eletrônicos também têm esse efeito, se bem que não tão grave como as drogas, incluindo o álcool. Todo vício revela uma falta de força do Eu -- muitas vezes causado por problemas de alteração no corpo físico.

Bom, e depois de tudo isso, por que sou a favor da legalização do consumo, com controle? Por que é necessário acabar com o tráfico. Acho que as dezenas de anos de combate ao tráfico, sempre com seu crescimento, mostraram que o combate policial não é eficaz -- aliás, em nosso país a polícia muitas vezes colabora com ele. Para isso, é preciso fazer contato com os viciados,  prover clínicas de tratamento e, principalmente, é necessário fazer uma pessoa que consome drogas sentir-se como um doente, e não como um culpado.

É necessário colocar o consumo de drogas e suas consequências às claras, principalmente para o jovens se conscientizarem de que vão se destruir se caírem nelas. Os melhores veículos para isso sào o lar e a escola.

Finalmente, tenho medo que a recente liberalização das passeatas em favor da descriminilização das drogas sirva para fazer uma apologia delas. Essas passeatas terão que ser muito bem fiscalizadas. Querem apostar que isso não vai acontecer? Mas quero deixar claro que concordo com a manifestação popular em torno de qualquer assunto que deva ser discutido -- desde que não seja nas ruas de São Paulo, pois nosso trânsito simplesmente não aguenta os 1.000 carros novos que entram na cidade cada dia, imagine-se o caos geral que qualquer bloqueio de trânsito, inclusive nos domingos, causa nessa pobre cidade. Uma estatística mostra que 70% dos jovens já experimentou maconha. Aposto também que, com isso, essas passeatas terão imensidões de pessoas participando, o que levará a uma mudança na legislação, assim que os políticos perceberem que o assunto dá voto.

aaaaaaaaaaaaaaaaa, VWS.

bem lembrado.... já acrescentei....

grata pelo toque... rsrsrsrs

abraç0)

Bom, legalizando "isso" faz diminuir o trafico de drogas pois os traficantes perderiam muito dinheiro e diminuiria uma porcentagem de criminalidade. Se for liberar o governo tem que criar uma demanda mais rigida nessa questao, como por exemplo, acima de um valor x de drogas compradas é considerado trafico, entre outras leis mais rigidas.

A maior parte da população jovem usam drogras pelo fato de ser uma coisa proibido, e eu acho isso muito errado pois voce agride o seu corpo em estado de evolução. E eu considero as pessoas que usam, nao tem maturidade espiritual.

A maior parte das pessoas sao influenciadas por outras em um mesmo convivio social, e se as mesmas nao usarem poderao ser excluidas desses "grupinhos". O ser humano tende a ser muito influenciado em certos aspectos.Dependo do aspecto de um grupo, podera influenciar outros fazendo assim o grupo pensar em uma mesma forma. (tambem pode ser um caso de uso de drogas.)RECOMENDO UM FILME QUE ABORDA BEM ESSE ASSUNTO QUE SE CHAMA "A ONDA". neste filme mostra como as pessoas sao fortemente influenciadas por outras.

Existe muitos casos diferentes das pessoas que usao drogas como influencias, os que querem curtir, fugir de sua realidade entre outros. O ser humano tem que tomar a consiencia de que seu espirito tem que evoluir, e as drogas nao deixam o seu escirito evoluir pois o celebro da pessoa que usa droga fica de uma certa forma "transtornado" com a falta da mesma, fazendo pessoas consideradas "normais", tomarem atitudes ruins, como roubar, bater, delirar, matar, entre outros.

Nao posso dar o meu voto de que sou contra ou sou a favor, pois, posso pensar que legalizando seria uma forma de acabar com o trafico e, que legalizando pode aumentar ainda mais o numero de usuarios de drogas, fazendo cada vez mais a população jovem tomarem, atitudes mais irresponsaveis. Somente legalizando eu poderia dar o meu voto.

Muitos sao os fatos, e as conclusoes e expectativas tomadas nem sempre sao as esperadas.

Abraços

 

Olá Valdemar.

Acredito que muitos jovens sao influenciados por pessoas, mas muitas vezes depende de sua ética e moral. O ser humano somente é influenciado por algo se existir um desequilibrio em seu estado vibratorio, energetico, mental etc. Acredito que nao sao todas as pessoas que sao influenciadas por coisas que passam em televisoes (ou por pessoas), mas a midia ajuda a fazer a propaganda para o consumismo de acordo com o sistema capitalista. Com isso revela mais uma vez que o ser humano é "facilmente influenciado" por terceiros.Gostei muito do seu texto. Está Otimo. Abraços.

 

Gustavo, vc citou algo que realmente andei observando... as pessoas sendo influenciadas pelos que tem mais poder.... do tipo, se vc não usar isso, está fora do esquema....e as vezes acabam fazendo isso ou aquilo mesmo contra a sua vontade, só para estar "in"

Isso pode ser observado, não só nas drogas, mas em outra situações da vida!!!!

abraç0)

Quanto às passeatas, concordo com o STF: trata-se de liberdade de expressão.  Mas, louvo as ressalvas do Ministro Fucks, para que se atente para os tênues limites entre liberdade de expressão, apologia a consumos polêmicos e, ainda, influenciação indevida na formação da opinião em crianças e adolescentes.

Quanto à liberação do consumo e comercialização das drogas, acho que o mundo caminha prá isto.  Principalmente se observarmos a adesão de vários ex-mandatários de importantes nações à defesa dessa causa. Aliás, o mundo caminha inexoravelmente no sentido de todas as liberdades individuais (drogas, suicídio, aborto, diversidades sexuais, livre escolha terapêutica, etc.), atropelando inapelavelmente nossas crenças,  preconceitos e livros sagrados.

 

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!