Clonagem Humana, do ponto de vista espiritual, é um erro ?

Qual sua opinião sobre a Clonagem Humana, do ponto de vista espiritual ? Estamos pisando em um terreno delicado ? É apenas mais uma avanço científico, sem maiores consequências ? Como ficam os espíritos que reencarnarão nesta situação ? No fundo, é a mesma situação do reencarne de gêmeos idênticos ? E questão ética ?

Tags: clonagem, clone, gêmeos

Exibições: 4520

Responder esta

Respostas a este tópico

Para mim, é o mesmo aspecto de gêmeos. Nada demais...
Nossa, Valdemar! Não tinha lido seu comentário e estranho muito o seu raciocínio. Então, o "clones" serão corpos ariticiais que podem ser possuídos por entidades maléficas?!? Não entendo!?! O corpo clonado, se resultar em uma vida com um ser pensante e autônomo, será mais uma vida, simplesmente. E será um espírito, com certeza, e não uma entidade que me parece, ao que você descreve, vinda das profundezas do inferno. Se é um espírito maligno~ou benígno, não será possível identificar. Mas acontece o mesmo com os nascimentos tradicionais, não é mesmo? Antes, com o advento da inseminação artificial, as lideranças e crenças religiosas, inclusive os espíritas, diziam a mesma coisa: não é natural, estamos brincando de DEUS, não será um filho de DEUS... a assim por diante. Disseram o mesmo em relação à transplantes de órgãos.. que não poderia ser, que o espírito / perispírito iria rejeitar o órgão... Nada disso aconteceu, milhares de espíritos estão reencarnando normalmente pela inseminação artficial, outras milhares são transplantadas e vivem muito bem. Então, o avanço cientìfico não é só materialista. Serve aos objetivos da espiritualidade também. Precisamos quebrar os paradigmas, observando estas posturas equivocadas do passado. Abraços.
Inácio, concordo totalmente com você. Também concordo que devamos discutir, acompanhar as pesquisas, questionar, etc. Só não concordo com os extremismos religiosos que já foram apontados aqui por alguns participantes. É preciso tomar cuidado com isso também, principalmente os espíritas que, baseados nas palavras de Kardec, entendem que o Espíritismo deve acompanhar a ciência e se esta revelar algo que contradiga sua essência, deverá se atualizar e mudar: "O Espiritismo, avançando com o progresso, jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrarem que está em erro acerca de um ponto, ele se modificará nesse ponto, se uma verdade nova se revelar, ele a aceitará"  (A Gênese -  Cap I - Caracteres da Revelação). Abraços.
Então, a inseminação artificial, que também é feita pelos homens, contrariaram as leis de Deus e está dando mais do que trabalho à espiritualidade, certo? E eles tiveram que se atualizar também nos processos reencarnatórios ou não administram estes nascimentos? Desculpe, Valdemar. Permita-me discordar, respeitosamente, de você. Abraços.

Olá, Sandra e demais leitores,

Veja o que postei anteriormente:

Olá, Vinícius e demais leitores,

Você escreveu:

> ... o espirito que habitará esse corpo, por sua vez não tem nada a ver com essa história e não creio que Deus permitiria encarnar nesse corpo algo que não estivesse de acordo.

Só que a encarnação de um Eu é algo que exige um imenso preparo no mundo espiritual. Com a clonagem, que é feita a partir exclusivamente da ação terrena, não existirá esse preparo, e abre-se o espaço para que o corpo seja dominado por algo desumano.

aaaaaaaaaaaaaa, VWS.

Quando existe uma clonagem (por subdivisão, corte do embrião, como se faz em vacas e bois, ou por transgenia), cria-se um corpo sem que isso tenha sido feito por ação de entidades espirituais que cuidam desse processo -- aliás, entidades espirituais cuidam da criança até mais ou menos os 3 anos de idade, daí a noção de "anjo da guarda", como já mencionei neste blog. Isto é, esse corpo não segue os planos no mundo espiritual que está trabalhando para que o ser humano possa desenvolver-se corretamente. Mas o que é feito é dar as condições para cada indivíduo; o que ele faz em cada situação, se o fizer conscientemente, depende de seu livre arbítrio, que é uma das capacidades que temos que desenvolver. Por causa dessa liberdade o ser humano pode fazer coisas contra seu próprio desenvolvimento, e contra os planos do mundo espiritual "benéfico". Uma dessas coisas é fazer clonagens. Obviamente, numa clonagem não existe fecundação do clone e, portanto, ela não foi planejada pelas entidades que nos assistem em nosso desenvolvimento -- foi uma ação puramene humana. É justamente aí que as entidades que tentam impedir o desenvolvimento humano (olhe pela janela, e até dentro de sua casa -- por exemplo, na TV e nos jogos eletrônicos --, e as verá em plena ação), podem atuar, inclusive fazendo o papel de um Eu humano, a nossa essência puramente espiritual.

Quando existe uma inseminação artificial, há uma fecundação; ela poderia ser impedida pelos seres espirituais se não fosse correta -- veja quantas dessas inseminações não dão certo. Mas quando se faz uma clonagem, não há a possibilidade dessa interferência.

O avanço científico atual é materialista pois a ciência tradicional é exclusivamente materialista. Mas isso não significa que qualquer avanço científico, mesmo materialista, esteja contra o desenvolvimento da humanidade, pois esta deve mergulhar fundo no materialismo. Quem nunca foi materialista, não teve a chance de decidir ser espiritualista por livre e espontânea vontade! A humanidade toda teve que passar pelo materialismo, ele faz parte do carma da humanidade (existe carma individual, de comunidades, de povos e da humanidade), pois é a partir da matéria que podemos adquirir autoconsciência e liberdade -- é na matéria que podemos errar. No tempo da maravilhosa imagem do Paraíso bíblico, não tínhamos caído ainda na matéria, não tínhamos consciência e não podíamos errar e portanto não tínhamos liberdade. Portanto, a expressão "pecado original" ou, em alemão, "Erbsünde" ("pecado herdado") está errada, não foi pecado coisa nenhuma, fomos atirados na matéria pela divindade, e só um ser divino altíssimo poderia vir nos ajudar a sair desse abismo, como realmente aconteceu. Mas isso só é uma possibilidade, a saída do abismo deve estar na liberdade de cada um.

Finalmente, um dos maiores problemas da humanidade é a falta de reconhecimento da existência de entidades maléficas, contrárias ao nosso desenvolvimento. Uma delas, que nos lançou na matéria (posso explicar como isso se deu) é justamente representada pela magnífica imagem da serpente do Paraíso -- veja o meu artigo sobre o bem e o mal no fórum de Antroposofia, ou em

http://www.sab.org.br/antrop/setzer-bem-mal.htm

Eu fico muito triste quando vejo várias correntes espiritualistas negarem a existência do mal. Que os materialistas coerentes o neguem, é natural.

aaaaaaaaaaaaaaaa, VWS.

 

 

 

Olá, Denizar,

OK, vamos ser bem objetivos. Eu gostaria de saber como a Doutrina Espírita explica as diferenças que existem entre mineirais, vegetais, animais e seres humanos.  Para uma explicação antroposófica, ver

http://www.sab.org.br/antrop/const1.htm

ou o livro, na íntegra na Internet,

http://www.sab.org.br/edit/nocoes

aaaaaaaaaaaaaaaa, VWS.

Valdemar, e demais leitores. Vou responder na seqüência, posto que se responder diretamente no quadro fica fora de ordem. Eu, particularmente, como espiritualista, não nego a existência do MAL, e acredito que a maioria dos espiritualistas, também não! Contudo, o ser em total desiquilíbrio, a tal ponto que pode ser denominado de "besta' ou 'demônio', tal a crueldade e insensibilidade, e que serve ao MAL, também é 'filho de DEUS', ou Sua criação, fadado ao BEM como todos nós! Pode demorar uma 'eternidade', mas fatalmente estes espíritos desiquilibrados (a quem você denomina 'maléficos') atingirão a perfeição! DEUS não comete erros, e se permite a existência do MAL, é justamente para que o Espírito valorize o BEM.

Olá, Denizar e leitores,

Não sei se é a maioria ou a minoria dos espiritualistas que nega a existência do mal; conheço alguns que o fazem. E, como já escrevi em algum lugar neste blog, o próprio Santo Agostinho negava a existência dele: dizia que o mal era a ausência de Deus (seja lá o que entendesse por essa entidade); seu raciocínio, abstrato, era de que Deus era intrinsicamente bom, e portanto jamais teria criado entidades maléficas.

Denizar, quando eu falei em entidades do mal, não me referia a seres humanos, e sim seres puramente espirituais, das hierarquias "celestes". É muito importante reconhecer que existem essas entidades no mundo espiritual, e que elas são necessárias, pois se houvesse apenas o bem nós ainda estaríamos no Paraíso, sem autoconsciência, individualidade e livre arbítrio. Há pessoas que admitem o mal, mas não admitem que existem entidades espirituais que o representam, ou melhor, elas próprias são o mal, como por exemplo as que são comumente denominadas de "diabo" e "satanás" -- elas são diferentes! E há pessoas que admitem que essas entidades existem, mas não admitem que sejam necessárias, e devem ser eliminadas. Na verdade, elas devem é ser redimidas, transformadas em bem, e isso depende exclusivamente de nós, seres humanos.

Finalmente, Denizar, do ponto de vista da Antroposofia, apenas uma pequena parte da humanidade irá aperfeiçoar-se a fim de passar normalmente para o estágio seguinte de nossa evolução. É uma lei do universo que, para que alguns progridam, outros devem ficar para trás (o que representa, de certo modo, um sacrifício da parte deles -- foi, aliás, o que aconteceu com os animais). Aliás, a origem das entidades do mal é justamente essa: em outras eras da evolução do universo, elas ficaram para trás; essa é a imagem dos "anjos caídos". Só que não são só entidades da hierarquia dos anjos (a propósito, a imagem da "serpente" na Gêneses é de uma categoria de anjos, atrasados em sua evolução), mas também arcanjos e arqueus. Esses 3 são os que fazem parte da evolução da qual tomamos parte. Ainda há outras entidades (no Apocalipse de João, o Anti-Cristo), que não fazem parte de nossa evolução e precisam usar os outros 3. Àqueles que se interessam profundamente sobre o assunto, recomendo a leitura do livro de Sergei Prokofieff "O Encontro com o Mal", da Editora Antroposófica, e que pode ser adquirido pela sua loja virtual (pronuncia-se Siérguei Pracófiev -- é o neto do compositor e um dos expoentes da Antroposofia mundial; conheço-o bem, é uma pessoa extraordinária, com uma produção bibliográfica fantástica).

aaaaaaaaa a todas/os, VWS.

Valdemar, bom dia. É difícil conjecturar coisas deste nível, que acredito estar muito acima de nossa compreensão. Normalmente, não me aventuro muito no campo filosófico para não entrar 'em parafuso'. Prefiro pautar meu entendimento das coisas espirituais, com aquilo que acredito ser racional e lógico, mas, principalmente, sensato e justo! É por isso que eu escolhi a Doutrina Espírita.

Muitas Serão nossas dulvidas em relação a clonagem, mas nosso entendimento a este respeito irá demorar muito. Podemos sempre argumentar com fatos de religiosos, até mesmo pensamentos individuais, filosoficos entre outros, mas nunca  chegaremos a uma verdade em si, um consenso. Creio que nossas dulvidas serao um dia respondidas. (o porque de nossa vida). Para tudo existe sempre um plano!! nesta vida de alguma forma nos mostra algumas coisas que nosso pensamento humano jamais ira compreender. Vale ressaltar isso!! Abraços a Todos.
Vamos lá, pessoal ! Vamos continuar opinando.. Grande abraço, Henrique

Bom Dia Henrique,

 

Sou totalmente contra.

Trata-se de cientista brincado ser a Divindade, e a concepção, como estará esta energia.Vaidade por trás disto os pais que compram seus filhos clonados.Observe que meu filho de doze anos, quando estava com quatro anos de Idade, me perguntou;-"mãe, o Deus o Mundo é o Dinheiro?"Disse-lhe ...- para alguns.Eu tive uma filha que desencarnou aos dois anos e meio, no entanto era o tempo que deveria passar aqui no Planeta Terrra, para terminar um ciclo.A dor, até para mim que sou adepta do Espiritismo é muita.Apenas deixei o senhor chamado TEMPO, esvaziar toda a angústia para que o novo ser fosse gerado, e doze anos mais tarde, (Tempo da Justiça, eis que meu Filho nasceu, um filho não substitue outro, tanto que afirmo, uma metade de mim partiu com Maria Rita a outra está com João Augusto.É uma aberração a CLONAGEM!Abraços Fraternos

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!