A mediunidade está na base de todas as religiões.  De uma forma ou de outra, todas elas tiveram seu início com alguém entrando no tal "estado alterado de consciência" e recebendo uma revelação de um ser espiritual, quer  o chamemos de deus, de deusa ou de espíritos, e sejam estes "dos mortos" ou "da natureza".  A partir dai, cria-se uma religião em torno da revelação, com seus mistérios, seus rituais, seus mestres e, principalmente, seu mercado.  Os interessados são apresentados a uma série de exigências para iniciação e acesso àquela pretensa verdade; exigências que lhes custam tempo, dinheiro e submissão.  O investimento em tempo sempre será necessário;  mas, em dinheiro e submissão a templos e gurus pode se dispensado.  Nossa sociedade e mesmo nossa evolução individual caminha para uma situação de independência; de certeza na igualdade de direitos e possibilidades de todas as pessoas.  Portanto, dispense intermediários.  Encontre você mesmo seu deus, sua deusa, seus deuses, seus espíritos guias, seus duendes, gnomos, et's, ou simplesmente mergulhe num oceano interior indevassado.  Desenvolva sua mediunidade sem necessidade de alucinógenos nem de mistérios avaros protegidos por qualquer seita.

Como?

Reúnam um grupo que esteja a fim; e, de preferência, que seja afim.  Se não forem afins, que ao menos estejam a fim.  Qualquer número; mas, pensemos, por exemplo, em uma dúzia de pessoas.  Escolham um local, estabeleçam um dia na semana e uma hora determinada para a reunião.  Como eu já disse, tempo é necessário.  Nessas reuniões estudem a vasta literatura disponível sobre a mediunidade, para conhecerem o terreno em que pisam, os mecanismos envolvidos e os possíveis inconvenientes.  Mas, ao lado desse estudo teórico, iniciem a prática.  Comecem com exercícios simples de concentração e vão, ao longo das semanas, aumentando-os em duração e complexidade.  A prática da concentração também  pode ser orientada pela literatura a respeito, onde sobejam exercícios de relaxamento e abstração.  As reuniões podem começar com uma prece, ou uma leitura agradável;  podem ter música suave ao fundo.  Após os estudos teóricos, parte-se para a prática, onde se experimenta uns cinco minutos de concentração, que em algumas semanas será estendido para dez, depois para quinze, e, assim, sucessivamente, até uma duração de uns noventa minutos, mais ou menos, segundo os interesses do grupo.  Terminado o exercício, dá-se um tempo para que as pessoas "retornem" (alguns terão "viajado" mais que outros).  Assim que todos estiverem bem, cada um faz aos demais um relato do que sentiu e   observou durante o exercício.  Para efeito de ordem e organização, escolhe-se um dos participantes para dirigir a reunião, uma espécie de piloto ou monitor. 

Todos esses passos, bem como a teoria a respeito,  existem em programas pré-estabelecidos e disponibilizados gratuitamente na web.  O mais popular deles é o COEM, o Centro de Orientação e Educação Mediúnica.  Foi elaborado há mais de quarenta anos, pelo Centro Espírita Luz Eterna, de Curitiba,  mas tem uma versão moderna, o COEM II, que pode ser encontrado para download simplesmente lançando-se esse nome no google.   Para facilitar, indicamos dois sites que o disponibilizam: www.carlosparchen.net/coem2.html e pt.scribd.com/doc/61851789/1/COEMII---A-NOVA-VERSAO-CENTRO-DE-ORIENTAÇAO-E-EDUCACAO-MEDIUNICA.  Mas, repito, consultem o google e encontrarão outros. 

Daí, meus amigos, vocês poderão fazer sua própria experiência. Ficarão sabendo se têm mediunidade, poderão decidir se isto realmente existe, se a alma sobrevive, se existem outros planos de realidade espiritual ou não. 

Que acham?

Exibições: 84

Responder esta

Respostas a este tópico

Enfim, aplicando o método sugerido, ou outro, ou mesmo criando um "personal program", dentro de poucos anos os interessados descobrirão se têm mediunidade, se existem espíritos, conhecê-los-ão  e os identificarão pela linguagem, poderão entrevistá-los sobre a realidade em que vivem, e poderão saber se eles "NÂO transam, NÂO comem, NÂO dormem" sem nem mesmo precisarem da ajuda do Ariovaldo.

 Querido  irmão João Alberto Vendrani Donha.

Há mais de 30 anos viemos coordenado grupos de estudos teóricos e práticos sobre mediunidade. Ao longo destes anos temos utilizado com excelente proveito os Programas de estudo do COEM, em parceria com os da FEB. Sem dispensar, evidentemente,  O LIVRO DOS MÉDIUNS.

Abraços.

 

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!