Um homem muito rico morreu e foi recebido no céu. O anjo guardião levou-o por várias alamedas e foi lhe mostrando as moradias que ali existiam. Passaram por uma linda casa com belos jardins. O homem, admirado, perguntou: 

- Que linda casa, quem mora aí?

O anjo respondeu: 

- É o Raimundo, aquele seu motorista que morreu no ano passado.

O homem ficou pensando: Puxa! Se o Raimundo tem uma casa dessas, aqui deve ser muito bom!

·Logo a seguir, surgiu uma outra casa muito mais bonita e ele perguntou mais admirado ainda: 

- E aqui, quem mora?

O anjo respondeu: 

- Aqui é a casa da Rosalina, aquela que foi sua cozinheira.

O homem ficou imaginando que, tendo seus empregados magníficas residências, sua morada deveria ser, no mínimo, um palácio, e estava ansioso por vê-la.

Nisso, o anjo parou diante de um barraco construído com tábuas e disse:

- Esta é a sua casa.

O homem ficou indignado! 

- Como é possível? Vocês sabem construir coisa muito melhor!

- Sabemos, respondeu o anjo, mas nós construímos apenas a casa. O material é selecionado e enviado por vocês mesmos. Você só enviou isso!

Cada gesto de amor e partilha com o próximo é um tijolo com o qual construímos a nossa casa na eternidade. 

Tudo se decide por aqui mesmo, nas escolhas e atitudes que você faz todo dia. 

Por isso, é importante nós repensarmos a respeito de nossos valores, atitudes e ações, para que, mais tarde, não soframos por todas as consequências de nossos erros.

Contribua com o melhor material para erguer sua casa. Depende só de você! 

Assim sendo mãos à obra e comece sendo feliz muito feliz!

Obs. E nós como será que estamos construindo a nossa Casa?

Reflitamos,,,,ainda há tempo enquanto, ainda estamos a caminho!

Exibições: 5552

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Simone da Silva Olveira em 25 fevereiro 2016 às 1:25

Eu diria que não estamos nesta vida para condenar nem julgar seja quem for de religião que seja.

Até porque quem julga será julgado, cada qual sabe o que faz e finge não saber, é uma pena pq

as consequências muitas vezes é tão cruel que dá medo.

Realmente colhemos o que plantamos, quem planta vento colhe tempestades.

Por isso faço minha parte, até pq não sei se amanha quem estará precisando será

eu....

Comentário de Marcevania Maciel Rodrigues em 24 fevereiro 2016 às 23:00

bela história. Vou repassar.

Comentário de PEDRO ALBERTO em 24 fevereiro 2016 às 12:25

Colhemos o que plantamos.... Esta é a verdade maior!!!!!

Fico imaginamos e surpresa que aguarda um desses  maquiavélicos  e gananciosos pastores evangélicos ou os radicais muçulmanos (que matam e cometem suicídio)... ah, que surpresa terão ao deixarem este plano. Há também a possibilidades deles (dos citados acima) ficarem presos como espíritos errantes e invisíveis aqui na Terra mesmo... sofrendo por tanto quanto assim os GUARDIÕES decidirem resgatá-los 

Comentário de Joao Aparscido Lucas da Silva em 24 fevereiro 2016 às 7:59
Mt edificante.Em se tratando de espiritualidade,cada um tem seu exclusivo merecimento na medida certa!"A CADA UM,SEGUNDO SUAS OBRAS".
Comentário de zu em 23 fevereiro 2016 às 22:50
Adorei!!

© 2017   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!