Caro, Waldemar.


Como viajo muito, nem sempre entro na internet e, em muitas ocasiões, minha Caixa de Entrada fica cheia; portanto, não tinha lido a tua última resposta a mim endereçada.

O que tenho a dizer que é nunca  li nada sobre Teosofia  e cada vez que leio teus comentários,  com todo o respeito que tu és merecedor, fico menos curioso em conhecê-la,  pois tuas afirmações fogem completamente  à lógica e ao bom-senso.  
Por outro lado,  o Espiritismo é muito simples, lógico e racional o que me fez a aceitá-lo em  toda a sua plenitude.

Noutra  oportunidade,  tu falaste da “mente coletiva dos animais”,  às quais cada animal se diluia após o desencarne, conforme a espécie. Fico pensando que Deus deve ter se enganado na sua criação e, hoje,  deve haver na Espiritualidade, um estoque de mentes coletivas de mamutes, por exemplo, animal  extinto da face da terra, e que deve estar  num estado supérfluo, como todos os demais animais banidos da face da terra, pelo homem ou por efeitos naturais.

Nessa tua afirmação:
“o espírita vê o mundo espiritual através de suas mentes físicas. É necessário superar as ideias na esfera pessoal e de curto prazo. A busca da cura da mente e do corpo físico devem ser buscados com responsabilidade e não através de supostos poderes “espirituais” que só dificultam e trazem consigo mau carma para aqueles que se envolvem nestes processos”.

Em primeiro lugar, a “mente”  nunca é física. O que é físico é o cérebro, órgão  pelo qual ela se manifesta, portanto tua afirmação é uma contradição.
Em relação à cura da mente (espírito)  e do corpo físico, ambos estão submetidos às Leis Divinas de Causa e Efeito, que são leis infalíveis! A cura somente ocorre, quando o espírito tem merecimento.
Não procurar ajuda espiritual quando  se está necessitando, é o mesmo que estar tendo um princípio de enfarto e não  procurar atendimento médico. 

Jesus  atendia aos necessitados e curava perturbações espirituais e físicas. Tanto curou leprosos e cegos, como tirou espíritos perturbadores que obsediavam  pessoas.
Tudo isso é feito  nas Sociedades Espíritas, aonde se pratica o “cristianismo primitivo.

O Plano Espiritual é uma reallidade que a Teosofia vê como algo fantasmagórico e complicado. 
Não acreditar nisso é negar a afirmação de  Jesus, quando disse:  “Quando um ou mais estiverdes reunidos em Meu nome, Eu estarei ali!”, ou “Pedi e recebereis!”.

O atendimento que recebemos do Plano Espiritual é uma realidade que ocorre em todos os lugares, tanto em templos religiosos, quanto fora deles.
Os espíritos se manifestam em todos os lugares, pois o mundo espiritual e o mundo físico ocupam o mesmo espaço, sendo  que o que os diferencia é somente o padrão vibratório.
Os espíritos se manifestam nas  Sociedades Espíritas (como espíritos sofredores que procuram ajuda ou espíritos esclarecidos que dão instruções e mensagens edificadoroas);  nos Centros de Umbanda, Quimbanda, Nação, Candomblé, como “pretos velhos, caboclos, ciganos, índios, etc.);  nas Igrejas Evangélicas (que são vistos como demônios a perturbar a vida dos dizimistas).  
Impossível, milhões de pessoas adeptas dessas religiões ou sociedades,  estarem  “ enganadas”, estando a verdade somente com os teosofistas. 
Certamente, os espíritos  não se manisfestam na Teosofia, por não terem espaço para isso.


Parte do espiritismo é involuntariamente materialista, porque suas ações giram em torno da ideia de um contato físico e verbal com os mortos. O apego a “fenômenos”, a fascinação por “passes magnéticos” -  tudo isso fica mais próximo do xamanismo inferior do que de uma real espiritualidade.  Mesmo os conceitos de caridade e fraternidade do espiritismo se limitam a uma dimensão excessivamente material.

Valdemar!
Pelo comentário acima, nota-se que a Teosofia não conhece a realidade do “corpo espiritual”, o elemento modelador da forma. 
O passe magnético é uma injeção de energia nos Centos Vitais (Chacras)  do Corpo Espiritual, portanto, um tramento espiritual, que reflete no físico, uma vez que os Centos Vitais regem os órgãos do corpo físico, conforme a sua localização.
Muitas pessoas, depois de muitos tratamentos médicos, sem efeito, são curadas nas Sociedades Espíritas ou em outras religiões.
Muitas doenças físicas, ocorrem por obstrução dos Centros Vitais, por energias negativas . Com a desobtrução através da injeção de energia positica (passes), aquele órgão que estava apresentando problemas, volta a funcionar normalmente e a pessoa fica curada.
Nisso não há “fenômeno nem milagre algum”.  É simplesmente um ato físico, que reflete no espiritual, que por sua vez reflete no físico.

Sempre fui muito cético e questionador; não sou ignorante e muito menos ingênuo.
Se  eu tivesse sido  um dos discípulos de Jesus, certamente  eu teria sido  Tomé, que precisa ver para crer. Frequentei  por muito anos uma Sociedade Espírita em Porto Alegre, aonde participava de sessões mediúncias e trabalhei também no passe. O Espiritismo faz uma psicoterapia além-túmulo consolando e dando orientações a espíritos desencarnados que estão em  estado de sofrimento, assim como presta a caridade material, fornecendo alimentos e roupas aos necessitados.

O carma, a que tu te referes é uma consequência das Leis de Causa e Efeito. Tudo aquilo que é feito com boa vontade e visando o bem, sempre gerará carma positivo, pois as Leis de Deus são leis de Justiça.

Nesta tua última resposta, tu afimas: 
O Cristo só se incorpora nos corpos inferiores de Jesus durante a batismo no Jordão -- mas desde o evento no templo (Lucas 2:46) havia apenas um Jesus. Até o batismo no Jordão, não se deve falar no Cristo. E depois dele dever-se-ia falar no Cristo Jesus, isto é, o Cristo, o Eu Cósmico, incorporado no Jesus, do qual seu Eu Superior tinha abandonado logo antes do batismo.

Não entendi como a Teosofia vê isso!
Dá a entender que existiu um espírito, inferior,  que recebeu o nome de Jesus e depois vem outro, superior, e incorpora no de Jesus, ficando um duplo-espírito que passou a chamar-se Cristo Jesus?!
Desculpa-me mas isso foje completamente à logica.  

O termo “Cristo”, significa “o ungido”, “o Messias” , “o prometido”, portanto é um simples título e não tem nada a ver com  o “Eu cósmico”.   Portanto, Jesus é o “Cristo de Deus”, o “prometido de Deus” que foi enviado à terra para dar uma nova ordem moral  à humanidade.

O batismo é um simples ato simbólico aonde o batizado teria seus pecados perdoados e  “deveria”  adqurir uma nova postura perante a vida, seguindo a regras morais  da religião que o está batizando.

Jesus fez questão de ser batizado por João Batista, numa demonstração de humildade, fazendo com que João Batista ficasse muito constrangido com aquela situação, por saber que Jesus não tinha pecados a serem perdoados. Naquele momento  João Batista afirmou de  que ele  não era digno de beijar as sandálias Daquele a quem estava batizando. 
Jesus quis  demonstrar  que,  mesmo sendo superior, era solidário com a humanidade , mostrando-se  igual a todos.
O batismo não O tornou nem maior, nem menor, pois Ele veio à terra como ”O enviado de Deus”,  recebendo  um corpo físico, sem nunca ter perdido  a Sua “grandiosidade”.
O ato do batismo somente dá início à Sua  vida pública.
Embora o Novo Testamento fale muito pouco sobre Ele até o batismo, registrando somente dois fatos:  o do Seu nascimento e, depois, quando menino,  debatendo com os Doutores das Leis, na sinagoga, isso não quer dizer que Ele era inferior até o batismo.

Haveria um momento em Ele deveria começar a sua pregação. Isso ocorreu com o batismo e, mesmo sendo numa época em que os meios de comunicação e de descolamento eram muito precários, a Sua pregação foi tão marcante, que  fez com que o homem passasse a contar novamente o tempo, como “antes do Seu nascimento”e “após ele”.   

Pergunta: A Teosofica aceita Jesus? 

Se sim, porque os teosofistas criticam tanto o Espiritismo, uma vez que é o Espiritismo que está devolvendo ao meio cristão o cristianismo primitivo, praticando tudo o que Jesus praticava, ou seja, a caridade tanto material quanto espiritual?

Grande abraço.

Nadyr João Mozzini

SãoPaulo - SP

Exibições: 38

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2018   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!