Irmãos, a paz esteja convosco.
Intensa e febril atividade nos planos invisíveis.
Na Esfera do Bem, inúmeros irmãos se reúnem: terráqueos, extraterrestres, intraterrestres e intraoceânicos para sensibilizarem as criaturas encarnadas, a despertarem suas consciências e praticarem a Lei do Amor.
“analfabetismo espiritual” campeia nesta humanidade e os esforços por parte dos“Trabalhadores da Luz” obtêm resultados insignificantes, ante o intenso dispêndio de energia, esforço e sacrifício. Mas, mesmo que seja por uma única alma, insistiremos na tarefa com desprendimento e alegria.
Na Esfera das Trevas, os “Trabalhadores do Mal” avançam sobre as criaturas encarnadas para que não seja perdida nenhuma oportunidade de “fisgar” uma alma delinquente para o seu exército sombrio.
 
Infelizmente, as vibrações dos seres humanos estão em maior sintonia com as “esferas inferiores”, facilitando-lhes o assédio e dificultando, muitas vezes, a tarefa das Forças do Bem. 
É feito também o resgate das almas escravizadas há milênios, nos confins das sombras; e, assim a Luz vem iluminando campos, dantes imersos em trevas, dali retirando criaturas esquecidas do tempo.
Resultado de imagem para despertar de gaiaIntensas lutas são travadas diariamente entre os Seres ferozes dos Abismos e o Exército do Cristo. 

Nesse campo, as vitórias da Luz têm sido constantes, vencendo e enviando para o exílio milhares de criaturas do Exército do Mal.
Os animais ferozes são mais facilmente tocados pela Força Superior, que os humanos encarnados que resistem em abandonar a postura primitiva do egoísmo, luxúria e ignomínia.
Nós, Seres humanos Intraterrenos, temos participado de todas as atividades do Exército do Cristo, como parte integrante do mesmo, e, se mais não temos feito, é justamente por não nos permitir a Lei de Causa e Efeito que rege os destinos da Terra e de seus habitantes.
O materialismo domina as mentes humanas, tornando-as inacessíveis às vibrações positivas das esferas invisíveis.
A matéria perecível de vossos corpos físicos não é prova suficiente de sua fragilidade ante a eternidade?

Nossas Cidades Intraterrenas capacitadas a receberem os irmãos terráqueos, já se encontram em atividade, pois muitos irmãos da superfície para lá já foram transportados, alguns estão em estágio de adaptação e outros já adaptados.
Portanto, irmãos, somente os encarnados encontram-se atrasados na atitude positiva e ativa de salvarem-se, contribuindo para melhor aproveitamento do tempo ainda disponível na carne. 
No plano espiritual, igualmente, os espíritos muito ligados à matéria, em sintonia com os encarnados, com eles vivem como se ainda pertencessem à matéria; estão iludidos e atrasados quanto ao “Tempo Final” que viveis.
Acordai irmãos! Continuar negando o inegável já não é possível.
O caos planetário e a falência das estruturas ambientais como recurso que promove a vida, tornando descontrolada a natureza e a inversão dos valores morais, já não são suficientes para convencer-vos?
Acordai irmãos! As tormentas anunciadas se aproximam, independente do vosso despertar, pois a Lei do Progresso tomou as rédeas da vida neste planeta.
Ligai-vos de corpo, mente e coração ao Nobre Jesus de Nazareth para não vos perderdes, mais uma vez, na escuridão das eras.
Vossos Irmãos Intraterrenos convosco lutam pela preservação da vida na Terra.

Resultado de imagem para intraterrestres despertar de gaia
Somos muitos e estamos espalhados pelo planeta, trabalhando pelo Bem da Terra e de sua humanidade. 
Se credes ou não em nossa existência, já não nos importa. 
Vossas vibrações, Irmãos Terráqueos, nos repudiam, pois estais mergulhados numa “vala de sentimentos inferiores” que emanam do vosso ser; invadem a atmosfera do lindo planeta que vindes vilipendiando e destruindo sem compaixão, com garras afiadas. 
Evitais escutar os acordes das suplicas de vossas consciências, que em gemidos íntimos, perturbam o sono da alma, para que tomeis novos rumos da existência.
Buscamos, dentro da permissão do Altíssimo, contribuir com os poucos terráqueos que sinceramente desejam manter a vida em harmonia no planeta. E são poucos esses irmãos!
Irmãos de humanidade, escravizastes vossos sentidos sutis de amor e bondade, anestesiando-os para saciar vosso desejo animal, pusilânime, que destrói o ambiente e o próximo.
Caminhamos convosco, anonimamente, e apenas nos tornamos visíveis para aqueles que nos aceitam como irmãos que somos.
São bem-vindos às nossas Cidades, aqueles que lutam por manterem-se como o “bom trigo da Terra”
Se envoltos em mistério ainda vivemos, é porque os irmãos não nos permitem apresentarmo-nos, julgando-vos únicos habitantes deste planeta, habitantes e donos de tudo que aqui existe.
 
Vibramos no amor por vós e ligados às Hostes do Bem, lutamos pela libertação da Terra e de sua humanidade, da Era da Escuridão e pela Vitória da Luz.
 
Nós vos saudamos em nome da Luz.
 
Salve o Divino Jesus.

 

Natanael e Irmãos Intraterrenos
 
Intraterrestre de Stelta
GESH – Vitória, ES – Brasil
Nota: Mensagem retirada do livro “Os Intraterrenos”

Exibições: 1692

Responder esta

Respostas a este tópico

:)

Muito interessante e verdadeiro.

Se uma civilização intraterrena verdaddeiramente existir, penso que, pelas leis biológicas, a natureza de seus habitantes não seja densa como à dos seres humanos da superfície, mas, talvez, etérica. Porém, nesta condição, suas cidades não podem abrigar seres humanos comuns, os quais ainda não têm condição de se manifestarem em duplo etérico

A exortação para o trabalho no Bem é boa, mas, na minha concepção, penso ser prudente mantermos reserva quanto à esse tipo de revelação, a fim de não cairmos em confusão mental, embora hajam muitos relatos transcendentais no Velho Testamento. 

O duplo etérico deverá ser o corpo físico do futuro. Todavia, só daqui a alguns milhões de anos quando a humanidade houver desenvolvido a capacidade de responder às vibrações das moléculas menos densas dos subplanos físicos. Hoje, poucos, pouquíssimos mesmo, estão em condição de usá-lo como veículo de consciência. Os que possuem este poder estão nas esferas dos Mestres e dos seres angélicos.

Talvez (e digo talvez) possam partir dessas esferas algumas exortações para a humanidade aqui em baixo. Mas, é de se admirar que se exponham com tanta liberdade, quando a humanidade, muito materializada, ainda duvida das advertências feitas pelos próprios Mestres, cujas existências não são questionadas. Se uma classe de seres civilizados existir em corpo etérico, que necessidade há de habitar o interior da Terra, se podem comungar o espaço-tempo da superfície sem serem vistos?  

O ser humano comum ainda está desenvolvendo a matéria do quarto subplano físico e alguns poucos a do quinto. À medida que o corpo físico se desenvolve, com a consciência respondendo à vibração dos arquétipos moleculares físicos mais elevados, prosseguindo até o nível do plano atômico, então é que o duplo etérico tornar-se-á paulatinamente capaz de ser usado pela humanidade como veículo de consciência. Antes disso não vejo como seres humanos possam coabitar cidades intraterrenas, presumidamente existentes no plano etérico físico.     

Responder à discussão

RSS

© 2017   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!