Imagem relacionada
LAO TSÉ
(Mestres da Humanidade)LAO TSÉ

por Narcí Castro de Souza

 

Autor do TAO TE CHING, O Caminho Perfeito


Nasceu no ano 570 antes de Cristo em Haí, reino de TCHEN. Chamava-se EUL LI CHE, mas foi denominado YUEN HOANG TI (Mestre Soberano da Obscuridade) e cognominado carinhosamente de LAO TSÉ (Velho Mestre). Em 581 a.C., o imperador Tsing ordenou que recebesse honras iguais às de Buddha.

Existem, porém, quem afirme que Ele nunca existiu, que é um personagem lendário e mitológico.

Alguns autores informam que LAO TSÉ escreveu o TAO entre o século III e IV anteriores à era cristã.

Todo este mistério que envolve o autor e a obra estão de acordo com o pensamento TAOÍSTA, que prega o silêncio e o anonimato do sábio e que afirma: "Quando fizermos o trabalho e nosso nome começar a celebrizar-se, a sabedoria consiste em recolhermo-nos à obscuridade assim que a tarefa terminar."

"O viajante hábil não deixa rastro de sua passagem."

"O sábio coloca-se em último lugar e chega na frente de todos."

Algumas pérolas do TAO TE CHING, O Caminho Perfeito:

"Aquele que conhece o TAO não fala. Aquele que fala do TAO não o conhece. Quem o conhece mantém a boca fechada e fecha também a porta dos sentidos e da mente.

Procura desfazer as complicações das coisas e aparar suas arestas.

Diminui a sua luz a fim de amoldar-se à obscuridade dos outros.

Isto se chama a Misteriosa Excelência.

Tal indivíduo não pode ser tratado de modo familiar nem cerimonioso, pois está além de toda consideração, lucro e injúria. É o mais nobre dos homens sob os céus."

***

"0 sucesso e a desgraça são sempre acompanhados pelo medo. As honrarias e tribulações podem ser consideradas como condições pessoais da mesma espécie.
Por que afirmar que o sucesso e a desgraça são seguidos pelo medo? A desgraça é estar numa posição inferior depois de sentir o gosto da vitória.
Quando obtemos o sucesso, nos vem o medo de perdê-lo e, então, tememos maiores calamidades.
Esse é o sentido da afirmação de que o sucesso e a desgraça são acompanhados pelo medo.
E o que significa a afirmação de que as honrarias e tribulações são condições da mesma espécie?
O que me torna passível de grandes calamidades é possuir um corpo que considero meu.
Se não possuísse tal corpo, que infelicidade poderia atingir-me? Eis a razão por que aquele para o qual o império é tão precioso como sua própria pessoa pode conquistá-lo.
E quem o ama tanto quanto ama a si mesmo pode ser digno de sua direção suprema."

"Nada no mundo é mais inconsistente e fraco que a água e, no entanto, ela corrói o que é duro e forte: nada pode resistir-lhe nem substituí-la.
A fraqueza supera a força; a maleabilidade supera a dureza. Todo mundo o sabe, mas ninguém age de acordo com isso."

"O homem de bem não discute, o que discute não é bom. O que sabe não é erudito, o que é erudito não sabe.
O Santo Homem não entesoura nada: tudo o que tem, disso se serve para ajudar aos outros. Tendo-se esgotado tudo, recebe mais e dá tudo. Quando deu tudo, possui ainda mais."

Tags: bem, caminho, china, ching, de, filosofia, homem, lao, perfeito, tao, Mais...taoismo, tse

Exibições: 324

Responder esta

Respostas a este tópico

muito bom

Quanta sabedoria. Obrigada!

Responder à discussão

RSS

© 2017   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!