INTERVALO entre REENCARNAÇÕES - Quantos ANOS se PASSAM ?

Há muitas dúvidas sobre o tempo que a alma espera entre duas reencarnações, para a volta em novo corpo à Terra, ou em outros mundos, mas "O Livro dos Espíritos" não se esqueceu de tocar neste assunto, para esclarecer aos que iriam naturalmente interrogar.
O tempo que se gasta para a alma voltar novamente ao corpo é variável; alguns voltam imediatamente, dependendo das necessidades do Espírito. Os mentores espirituais, achando conveniente, mostram ao reencarnante que seria o melhor para ele a volta sem demora; no entanto, há outros para quem a demora é caminho mais inteligente, para recolher experiências necessárias à segurança da volta.
A variação, nesse assunto delicado das vestes na carne, é de zero ao infinito. É uma oportunidade valiosa para todos os Espíritos que desejam ascender, despertar seus valores na profundidade da consciência.
Devido às vibrações pesadas da Terra, o Espírito, quanto mais iluminado, mais tempo, normalmente, espera para voltar à mesma.
Alguns podem gastar mil anos para a descida à carne, com missão divina de instruir e dar exemplo de amor para a humanidade, como no caso de Francisco de Assis, o "Poverello da Úmbria".
Nos mundos superiores, entretanto, o tempo se encurta, mesmo em se tratando de Espíritos iluminados, por encontrarem, na atmosfera do mundo, ambiente favorável, visto que todos os pais nessas regiões são conscientes da lei da reencarnação, favorecendo, assim, a chegada do missionário da verdade.
Vários livros mediúnicos se referem aos processos da reencarnação, de modo a conscientizar o leitor da verdade para que ele, quando oportuno, venha a ajudar nessa delicada operação, junto aos benfeitores da espiritualidade superior.
Se queremos uma reencarnação melhor no futuro, não desprezemos as mudanças, os consertos morais, e para tanto procuremos Jesus; Seus preceitos são eternos e vibram na eternidade da vida, sendo caminhos que nos mostram a felicidade e como conquistá-la.
Estudemos as vidas dos Seus discípulos e dos grandes personagens que estiveram na Terra com a missão sagrada de elevar o homem, que encontraremos nos Seus exemplos, a força indispensável para a renovação dos nossos velhos costumes.
O fora da caridade não há salvação é a meta de luz, traçada pelo Espírito que a escreveu na vivência de cada dia. Necessário se faz que entendamos o que é caridade. Isso é possível se já conhecemos o Cristo, e se aprendemos a orar, porque a oração é o canal divino por onde receberemos a intuição do Senhor.
Na variação do tempo, a força da verdade faz gerar a compreensão das leis naturais que nos garantem a vida e nos levam a sublimar os sentimentos. Precisamos conhecer não somente a vida na matéria, como a vida em Espírito, e essa necessidade é bem maior entre os encarnados. Falamos aos de boa vontade, para que eles aproveitem as oportunidades oferecidas pela Doutrina Espírita de modo prático, e conheçam a si mesmos, para que o conhecimento da verdade seja mais fácil.
Deixemos acender em nosso coração a luz do entendimento, que essa luz servir-nos-á para a jornada que Jesus deseja que empreendamos.
Livro: Filosofia Espírita – Vol. V
Miramez / João Nunes Maia.
Estudando O Livro dos Espíritos - Allan Kardec.
223. A alma reencarna logo depois de se haver separado do corpo?

Algumas vezes reencarna imediatamente, porém, de ordinário só o faz depois de intervalos mais ou menos longos. Nos mundos superiores, a reencarnação é quase sempre imediata. Sendo aí menos grosseira a matéria corporal, o Espírito, quando encarnado nesses mundos, goza quase que de todas as suas faculdades de Espírito, sendo o seu estado normal o dos sonâmbulos lúcidos entre vós.

INTERVALO DAS REENCARNAÇÕES -

Miramez/João Nunes Maia

0223/LE

Tags: -, ?, ANOS, INTERVALO, PASSAM, Quantos, REENCARNAÇÕES, entre, se

Exibições: 5848

Responder esta

Respostas a este tópico

Desculpem perguntar, mas o que são os mundos superiores que se fala na ultima frase do texto? Obrigada e deaculpe

Boa noite, Ana! Não é simples de explicar, mas vamos tentar.
1 - Em nível atômico, o universo tem sete estados de matéria, variando de densidade do Divino ao Físico. Vamos enumerá-los por ordem decrescente: Divino, o primeiro plano; Monádico, o segundo plano, residência da Mônada, a Chama Trina, o Deus com forma; Átmico, o terceiro plano, o mais elevado que o Espírito humano pode alcançar na presente Cadeia Planetária; Búdico ou Espiritual, o quarto plano, sobre-humano, domínio do conhecimento intuitivo; Mental (dividido em 2 seções, uma superior, início da evolução humana, residência do Espírito ou Eu Superior, e outra inferior, o mais elevado que o Eu inferior ou Personalidade pode alcançar; Astral, o mais próximo vibratoriamente do Físico e onde se encontra a maioria da população humana; e Físico, o mais denso, cujo átomo contém a matéria dos demais planos.
2 - Uma Cadeia Planetária é constituída por sete planetas. Começando no Plano Átmico, ponto inicial da formação do sistema solar, temos dois planetas constituídos de matéria átmica, dois de matéria búdica, dois de matéria mental superior e um de matéria mental inferior. Nenhum, portanto, de matéria astral ou de matéria física.
3 - Quando a Cadeia Planetária reencarna-se, desce mais um pouco na densidade atômica, de modo que, na segunda Cadeia, os dois globos mais elevados ficam no plano búdico, e na terceira Cadeia, no mental superior. Na Quarta Cadeia, a nossa, a mais material de todas, ponto médio de nossa evolução, temos, então, dois globos no plano mental inferior, dois no plano astral e três no plano físico.
4 - Daí em diante, as Cadeias Planetárias entram no arco ascendente, até à sétima, final da evolução. Na Quinta Cadeia, por exemplo, a de Vênus, temos somente um planeta físico, dois astrais, dois no mental inferior e dois no mental superior. Esse Esquema Evolutivo é o mais elevado do nosso sistema solar. Sua humanidade física, já tendo desenvolvido plenamente o duplo etérico, habita o subplano etérico físico, totalmente indene ao intenso calor da crosta.
5 - Mundos superiores, portanto, são, na prática, os constituídos de matéria superfísica do universo, embora possam existir planos densos com grande evolução. Os Espíritos que habitam os mundos superiores são, evidentemente, mais evoluídos dos que habitam atualmente na Quarta Cadeia, a terrestre, ou habitaram na Cadeia Lunar, a terceira, cujo planeta físico foi a Lua, hoje um astro morto, como também será a Terra num futuro ainda distante, mas inexorável.
6 - No Espiritismo, os globos superfísicos são chamados genericamente de "globos fluídicos", que, na realidade, são planetas invisíveis em função da menor densidade de suas matérias constitutivas.
7 - Quanto mais elevada for uma Cadeia Planetária, mais elevados também serão os Espíritos que a habitarão. Cada Cadeia Planetária representa uma encarnação do Ser poderoso que denominamos de Logos Planetário, uma entidade do 4° grau cósmico, o deus do nosso Esquema de evolução. Não é Jesus.
8 - A evolução completa dar-se-á quando findar a 7ª Cadeia Planetária, a mais elevada de todas, daqui a muitos bilhões de anos, com todos os sete planetas ocupando os níveis mais elevados do sistema, com o mais baixo situado no plano mental inferior.
9 - Os Espíritos que tiverem alcançado o nível mais alto, o Átmico, terão atingido a Consciência do Logos Solar, o Criador do sistema solar, e, como Ele, também se tornarão um Deus Sistêmico, Centro e Vida de um sistema solar, um Ser do 5° grau cósmico!

Que me desculpe o irmão Miramez, mas toda encarnação, por mais leve que seja o invólucro corporal, representa sempre uma limitação, especialmente para o Espírito que logrou elevar-se aos planos mais elevados da Vida. .
Reencarnar imediatamente, na minha opinião, só em caso de extrema necessidade, o que não parece configurar a situação de quem atingiu planos superiores.

Mas pelo que tenho lido aqui no site, alguns espiritos superiores podem encarnar aqui na Terra dependendo da sua missao, penso eu. Entao e aqueles que também se tem falado aqui, os que são extraterrestres e estão pela primeira vez encarnados na Terra, são de um plano acima do nosso? Desculpem a confusao.

bom tema

Ana, tentarei esclarecer as suas dúvidas. Às vezes, não é tão simples responder a certas perguntas, pois, se a resposta for muito concisa não tira as dúvidas; se for muito longa, pode levar desânimo e confusão, no caso do solicitante não dispor de base muita sólida.

Todavia, a sã curiosidade é nota de elevação. E aos interessados pode-se fazer um resumo da senda que leva à Espiritualidade Superior. Vamos lá!

1. Espíritos Superiores encarnados na Terra não é coisa muito comum. Existem, mas nem sempre são conhecidos. De ordinário, estão realizando algum trabalho de aprimoramento interno, não despontando para a observação, mas alguns, na condição de missionários, tornam-se evidentes pelos seus trabalhos. De certa forma, Espíritos Superiores são ou foram os que, por suas inteligências invulgares ou grandes exemplos de fé, contribuíram para o bem da humanidade. 

2. Em nossa cultura ocidental, tomamos a liberdade de destacar alguns deles que se notabilizaram nos dois últimos séculos.  Porém, ao longo da História a lista é muito grande, tanto no Oriente como no Ocidente, com algumas passagens de seres cósmicos, como Jesus, Buda e Krishna. 

  • Helena P. Blavatski, fundadora da Sociedade Teosófica, que escreveu "A Doutrina Secreta";
  • Allan Kardec, pseudônimo de Hippolite Léon Denizard Rivail, eminente cientista e pedagogo francês, codificador do Espiritismo, doutrina iniciática que se aplica à explicação racional dos ensinamentos de Jesus;
  • Rudolf Steiner, criador da Antroposofia, disciplina que se aplica ao estudo da natureza espiritual do homem e sua influência sobre diversas áreas do conhecimento humano;
  • H. Spencer Lewis, fundador da AMORC (Antiga e Mística Ordem Rosa Cruz);
  • Antonio Olívio Rodrigues, fundador do Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento;
  • Elifas Levi, pseudônimo do abade francês Afonso Luiz Constant, autor do livro "Dogmas e Ritual da Alta Magia";
  • Max Heindel, místico cristão dinamarquês, fundador da Fraternidade Rosa Cruz que tem o seu nome;
  • Pietro Ubaldi, místico cristão italiano, autor de "A Grande Síntese", que tudo indica ter sido a reencarnação de São Pedro;
  • C. W. Leadbeater; Mabel Collins, Alice Bailey, Annie Besant, A. P. Sinnet, Geoffrey Hodson e outros eminentes pesquisadores e mestres teosofistas;
  • Thomas Alva Edison, Albert Einstein e outros eminentes cientistas iniciados;
  • Johannes Brahms, Franz Liszt, Frederic Chopin, Tchaikovsky, compositores clássicos;
  • Papa João Paulo II (reencarnação de João Baptista);
  • Madre Tereza de Calcutá; etc.

3. Evidentemente que a lista acima comporta muito mais nomes do que os citados, sendo porém impossível mencionar todos, pois a maioria é simplesmente desconhecida. No Oriente, avultam nomes como o de Sri Ramakrishna, Swami Vivekananda, Paramahansa Yogananda, Swami Abhedananda, Iogue Ramacháraca, Mahatma Gandhi, Mokti Okada, etc. Todos na senda espiritual.

4. Em tese, Espíritos Superiores (terminologia espírita) são todos os que habitam os planos acima do Mental Inferior. Inferior não quer dizer baixo. É mais elevado que o Astral Superior. Mental Inferior quer dizer que é a seção do Plano Mental formada pelos quatro subplanos mais densos. Para compreender isso é necessário conhecer os níveis de densidade de matéria que formam os planos do nosso sistema solar.

/ 0 \

 

.  

Ana do Carmo disse:

Mas pelo que tenho lido aqui no site, alguns espiritos superiores podem encarnar aqui na Terra dependendo da sua missao, penso eu. Entao e aqueles que também se tem falado aqui, os que são extraterrestres e estão pela primeira vez encarnados na Terra, são de um plano acima do nosso? Desculpem a confusao.
Amiga Ana,

1.  Não disponho de informações seguras sobre extraterrestres encarnados na Terra, mas posso dizer que, se pertencerem ao nosso sistema solar, isto é possível, por terem a mesma Chama Trina da Individualidade, oriunda do Logos do nosso sistema. Se, entretanto, presumir-se que sejam extrassolares, neste caso coloco em dúvida tal possibilidade.

2. A Terra é governada por uma Hierarquia Oculta de seres angélicos, muitos dos quais egressos de nossa própria humanidade. Não creio que a Hierarquia Planetária necessite de ajuda externa, pois, para ajudar o Homem, é necessário compreendê-lo, entender o seu parâmetro evolutivo, a sua idiossincrasia, a maneira como age, pensa e sente.

3. Parece óbvio que o elo natural para isso é a Chama Trina que une todos os seres do sistema solar. Seres de outros sistemas solares, certamente, teriam imensa dificuldade para agir. Seria o mesmo, guardando as devidas proporções, que um guru tentasse pregar a sua doutrina para um silvícola ou um físico nuclear tentasse passar o seu conhecimento para um simples escolar.

4. Muitas dessas 'revelações' não passam de fantasias da imaginação exaltada. Para que haja equilíbrio é preciso que a imaginação não exceda da inteligência.

/ 0 \

Obrigada pela explicação.

Voltando ao assunto.

  1. A rigor, não há nenhuma tabela dirimindo o assunto, pois vários fatores podem influir numa reencarnação:

           I. O primeiro é o reconhecimento pelo Espírito da necessidade de reencarnar em função do carma gerado;

          II. O segundo é a decisão de reencarnar voluntariamente para trabalhar pela humanidade;

         III. O terceiro verifica-se em função de circunstâncias aleatórias, como colocar-se inconscientemente na proximidade de um vórtice uterino, sendo por ele atraído;

        IV. O quarto dá-se em função de programações específicas, realizadas no plano Astral ou no Mental;

         V. O quinto, pela decisão de magos negros do Astral Inferior de enviar asseclas para o plano físico;

        VI. O sexto, em função de características morais, raciais e do raio da Mônada;

       VII. O sétimo, em função da evolução da Consciência do Espírito.

      2. Considerando-se a sinergia dos fatores acima, infere-se que há uma imensa dificuldade de se estabelecer, com rígida precisão, uma regra para determinar os intervalos entre duas reencarnações sucessivas, admitindo-se, porém, como plataforma de estudo, que esses intervalos possam variar, em média, da seguinte maneira, com cada aspecto suportando variantes:    

  • dezenas ou centenas de anos, no Astral Inferior, para homens degenerados;
  • de 300 a 600 anos no Astral Superior e Plano Mental para homens adiantados;
  • 1.200 anos no Mental Superior para Discípulos de 1°, 2° e 3° graus; e
  • até 2.300 anos no Mental Superior e Plano Búdico para Discípulos elevados.

       3. À partir da 2ª Iniciação Planetária, um Espírito está livre da obrigação de reencarnar no plano Físico. Como exemplo, citamos uma passagem do livro "Brasil, Pátria do Evangelho, Coração do Mundo", onde é dito a Plotino ( antigo filósofo romano  neoplatônico que viveu de 205 a 270 d. C. ), que deveria reencarnar-se na figura do Imperador Pedro II, que, dependendo do sucesso de sua reencarnação, aquela seria a sua última no plano Físico.

       4. Quer dizer, Plotino receberia a 2ª Iniciação Planetária, ficando livre da obrigação de reencarnar do plano Físico, podendo continuar sua evolução nos planos superiores. A encarnação, pelo que se sabe, foi um sucesso espiritual. Todavia, respeitando o seu livre arbítrio, nada impede esse Espírito de voltar a tomar um corpo físico quando e se assim o desejar.    

      5. Exemplo distinto desse encontra-se no livro "Memórias de um Suicida", ditado pelo Espírito de Camilo Castelo Branco com o pseudônimo de Camilo Cândido Botelho à médium Yvonne do Amaral Pereira. Camilo foi um extraordinário escritor da língua portuguesa que suicidou-se por não suportar a cegueira.

      6. Apesar de todos os que com ele foram resgatados das penosas regiões do Astral Inferior já terem reencarnado, o Autor permanece no plano Astral realizando trabalhos de fortalecimento espiritual, a fim de voltar à Terra e enfrentar novamente a  prova da cegueira, sem data específica para isso.

      7. Em um outro exemplo, no livro "Perdoo-te", psicografado por Amália Domingo Soler, lê-se que, ao desencarnar, Miriam de Migdala, discípula de Jesus, deixou-se ficar na crosta planetária em trabalho redentor de auxílio aos novéis seguidores de Jesus, tendo se afeiçoado a um jovem casal, do qual se aproximou atraída por vibrações simpáticas.

      8. Passado algum tempo, ela diz que começou a sentir, sem compreender, certa perturbação mental, até perder totalmente a consciência, capturada pelo vórtice gerado pela fecundação, renascendo como filha do casal.  

      9. Outrossim, Espíritos há muito atrasados que não se apercebem de seus estados de desencarnados e continuam a pensar que estão encarnados, retomando corpos físicos a qualquer tempo.  

      10. Outros há que, por completa inadaptação ao plano espiritual, desejam volver rapidamente ao plano Físico, estimulando deliberadamente o relacionamento sexual de um casal com este fim. E outros ainda há que mergulham voluntariamente na involução, quase nunca retornando. Alguns com idade sideral. Reencarnações programadas só quando o ser atinge  maturidade adequada.

       11. Por tudo isso, verifica-se a dificuldade de se estabelecer uma regra fixa para os intervalos reencarnatórios.

/ 0 \

Oi querido Nizomar...

Não temos o conhecimento de tudo. O que acontece é que tentamos usar a lógica para explicar a teoria e nem sempre é assim.

Toda regra há exceção e na parte espiritual tambem.

Bjs amigo!!!

Nizomar Sampaio Barros disse:

Que me desculpe o irmão Miramez, mas toda encarnação, por mais leve que seja o invólucro corporal, representa sempre uma limitação, especialmente para o Espírito que logrou elevar-se aos planos mais elevados da Vida. .
Reencarnar imediatamente, na minha opinião, só em caso de extrema necessidade, o que não parece configurar a situação de quem atingiu planos superiores.

Agradeço a explicação sobre o prazo de reencarnação. Sempre me questionei sobre isso, pois desencarnei de 1944 e retornei no ano de 1966. Eu pensava que havia algo errado, uma vez que considerava o prazo de reencarnação muito "curto",no meu caso. Foram 22 anos apenas. Desencarnei durante a II Guerra Mundial, em Auschwitz, logo depois dos expurgos decorrentes do Dia D. Tenho lembranças disso desde a infância e tive a confirmação durante um tratamento espiritual. A explicação em pauta me tranquilizou. Obrigada

Responder à discussão

RSS

© 2017   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!