Ontem estava no centro e vi um cartaz sobre esse filme, confesso que fiquei muito curiosa sobre. Então, me disseram o seguinte: "A verdade é que, em 2019, com a aproximação do Planeta Hercólubus, o eixo do nosso planeta mudará bruscamente, causando mudanças geológicas e climáticas inimaginável; não será o fim do mundo, mas quase toda a população mundial será exterminada; você querendo ou não, isso vai acontecer, é cíclico, pois este astro intruso passa em nosso sistema solar a cada 13.000 anos, quase sempre causando uma pertubação, de acordo com a energia vibracional dos habitantes. O segundo sol, como também é chamado, tem o papel no cosmo de separar o joio do trigo, levando consigo todas as almas malignas, fazendo uma verdadeira faxina, por isso os espíritas o chamam de planeta chupão." Vocês já assistiram esse filme? O que acharam? 

Exibições: 1006

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

Há uma conversa que Chico tem com Geraldinho que ele conta que após o Homem ter pisado da lua(antecipadamente) começou a gerar questões sobre a segurança do planeta. Então a mais alta cúpula de espiritual se reuniram e decidiram que se até 50 anos (contados de hoje daria até 2019) o homem não aprendesse a viver bem com o próximo e soubesse conviver com a natureza sem acabar com o planeta, e não houvesse a 3ª guerra mundial, não haveria como, eles teriam sim que fazer uma "faxina" que seria destruições meteorológicas de grandes proporções o que aniquilaria grande parte do Sul do planeta, fazendo com que muitos que conseguissem sobreviver invadissem países como Brasil e África como refúgio. Isso lógico seria também através de guerras. Mais se nessa data o Homem não tivesse feito essas atrocidades estaríamos vivendo em um mundo de Regeneração, e as mudanças seriam benéficas a todos.

Hercólubus, o Intruso.

1 - Em dezembro de 1983, o satélite de observação astronômica IRAS (Infrared Astronomical Satellite) detectou calor proveniente de um objeto misterioso com grande massa, localizado na direção da constelação de Órion, que observações posteriores revelaram estar se aproximando do sistema solar. A descoberta levou a NASA a projetar e instalar numa base americana na península Antártica um sofisticado telescópio de raios infravermelhos, denominado SPT (South Pole Telescope), a fim de proceder o rastreamento dessa massa potencialmente perigosa para o nosso planeta. Cálculos preliminares indicam irá cruzar o plano orbital terrestre pelo hemisfério sul.

Referências Históricas 

2 - Alvo de várias profecias e agora de possibilidades astronômicas, a 'Massa', como chamam tecnicamente alguns astrônomos, é citada em muitas culturas antigas. Na tradição sumeriana antiga este corpo celeste foi chamado inicialmente de Ekolubus, passando depois a chamar-se de Nibiru. Sua última incursão no sistema solar teria provocado o afundamento do que restava do antigo continente Atlante (as grandes ilhas de Daitia e Poseidonis, no meso Atlântico) e causado o grande dilúvio bíblico de Noé.

3 - Há quem questione a existência desse astro, não fazendo mesmo caso de registros históricos ou possibilidades astronômicas, enquadrando-o no campo do misticismo. A 'Massa', porém, aparece em diversas culturas com nomes como: Marduk, entre os babilônios; Destruidor, entre os egípcios; Apavorante, entre os druidas; Estrela Baal entre os maias, Absinto (Apocalipse, 8:11).

4 - O Espírito Ramatis, no livro 'Mensagens do Astral', denomina-o de Planeta Intruso e Planeta Higienizador. Astrônomos americanos fazem referências a Nêmesis ou Planeta X. Etimologicamente, a denominação dada por Chico Xavier não é condizente.

Profecias de Nostradamus

5 - O mais famoso profeta da História referiu-se ao astro intruso de diversas maneiras, chamando-o de 'novo sol' e 'grande rei do terror'. Disse que levaria 40 anos invisível e 40 anos em estado de visibilidade no céu (Cent. 1: 17), sendo visto a olho nu pela primeira vez por ocasião de um grande eclipse solar, acrescentando que não seria interpretado corretamente pelos cientistas. Vejamos o que disse textualmente:

I. Carta a Henrique II: “E a um eclipse do Sol sucederá o mais escuro e o mais tenebroso verão que jamais existiu desde a Criação até à paixão e morte de Jesus Cristo, e de lá até esse dia; e isto será no mês de outubro, quando uma grande translação se produzirá, de tal modo que julgarão a Terra fora de sua órbita e abismada em trevas eternas”. Henrique II era o rei de França.

II. Centúrias III, quadra 17: Quando o Sol ficar completamente eclipsado, passara em nosso céu um novo corpo celeste; o monstro será visto em pleno dia; os astrônomos interpretarão os efeitos deste corpo de outro modo; por isso, ninguém terá provisões em face da penúria".

III. Centúrias III, quadra 34: “Quando o sol ficar completamente eclipsado; o monstro será visto em pleno dia; mas o interpretarão de outra forma. Não serão tomados cuidados; por isso, ninguém terá provisões em face da penúria". Nota - Nostradamus, possivelmente, previu que haverá um erro de cálculo levando ao julgamento de que não haverá perigo na passagem do astro.

IV. Centúrias IV, quadra 30: “A Lua aproximar-se-á da Terra, e seu disco aparecerá 11 vezes maior que o do Sol. Os planetas aparecerão maiores e baixarão de grau". Nota - (1) A ação do campo gravitacional do astro intruso deslocará a Lua para uma órbita mais próxima da Terra, provocando marés mais altas. Ou então tanto ela como o Sol parecerão maiores por efeito de uma refração anormal, como se observa comumente no nascer da Lua cheia. (2) Com a verticalização do eixo da Terra, os planetas serão vistos evolucionando abaixo das constelações zodiacais.

V. Em carta a seu filho César, escreveu o profeta: "Desde agora posso escrever que, durante 177 anos, 3 meses e 11 dias, devido à fome, peste, guerras e inundações, restarão no mundo tão poucos homens que os campos ficarão incultos".

Eclipses Solares no Hemisfério Sul

6 - Nostradamus predisse que o astro seria visto pela primeira vez a olho nu por ocasião de um grande eclipse solar. Como se espera a sua entrada pelo hemisfério sul, razão da instalação do SPT na Península Antártica, cumpre dar atenção aos próximos eclipses totais do Sol no hemisfério sul. Destacam-se como interessantes:

• 02 de julho de 2019 - eclipse total, a ser visto no Pacífico Sul e em quase toda a América do Sul.

• 14 de dezembro de 2020 - eclipse total, a ser visto no Pacífico Sul, Atlântico Sul, península Antártica e sul da América do Sul.

• 4 de dezembro de 2021 - eclipse total, a ser visto em toda a Antártida, extremo sul da África e Terra do Fogo e adjacências.

• 14 de outubro de 2023 - eclipse anular do Sol, com 95% de cobertura do disco solar, a ser visto na América do Norte e 'na quase totalidade da América do Sul.

• 25 de novembro de 2030 - eclipse total, a ser visto em todo o sul da África, península Antártica e Austrália.

• 15 de dezembro de 2039 - eclipse total, a ser visto em toda a Antártida e oceanos Índico e Atlântico Sul.

Profecia de Jesus

7 - (...) "Porque haverá então grande tribulação como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá. (...) E logo depois da tribulação daqueles dias, escurecer-se-á o Sol, a Lua não dará a sua luz, as estrelas cairão do céu e as potestades do céu serão abaladas. E então aparecerá o sinal do Filho do Homem no céu, como o relâmpago que sai do oriente e se mostra até o ocidente.” (Mateus, 24:21:29:30).

8 - Interessante ler todo o capítulo 24 do Novo Testamento, para refletir. Virá o Filho do Homem em espírito ou em corpo sublimado?!

'Data-limite'

9 - Jesus profetizou os sinais que assinalariam o fim deste ciclo civilizatório, mas, evitou mencionar uma data, afirmando que só o Pai saberia (Mat. 24:36). Há um tempo limite dentro do planejamento divino para que se processem as seleções espirituais. Quanto à data propriamente dita, é óbvio que, quanto mais distante, mais temerário é afirmar, em razão da liberdade que o Homem tem, pelas suas ações, de mudar o futuro, embora exista uma linha mestra em função da psicologia básica do ser humano.

10 - Dizendo ter recebido informações de instrutores elevados, o médium Chico Xavier citou o ano de 2019 como data-limite para os acontecimentos que caracterizarão o grande carma que se aproxima. Acreditamos, porém, que o perigo mais iminente, na forma de uma colisão do asteroide Apophis em 2023 ou 2036, não condiz com a magnitude dos eventos apocalípticos prenunciados, embora possa ser devastadora. Assim, se depender somente do avizinhamento do astro intruso, não há ainda perspectiva de ser para breve.

Cálculos

11 - Tomando-se por base Nostradamus, se 1983 tiver sido realmente o ano do primeiro contato, 2023 deverá ser o do primeiro avistamento no céu quando do grande eclipse anular do Sol previsto para 14 de outubro, coincidindo este mês com a previsão do profeta.

12 - O calendário Maia menciona a data de 21 de dezembro de 2012 para os eventos cataclísmicos que irão marcar o fechamento do atual ciclo evolutivo humano. Porém, nada aconteceu. Entretanto, não quer dizer que não possa acontecer, pois as profecias estão sujeitas a algumas variações de datas em função do livre-arbítrio humano, que pode alterar a síntese das visões proféticas.

13 - Geralmente, quando as causas básicas persistem no organismo social, os eventos não deixam de acontecer, com maior ou menor delonga. E algumas vezes podem até ser evitados, sendo este o paradigma das profecias, baseado na idéia de salvar tudo aquilo que pode e deve ser salvo.

14 - Pretendem alguns estudiosos do 'final dos tempos' que se acrescentem mais 7 anos a 2012, a fim de corrigir uma falha cometida pelo monge Dionísio Exíguo ao determinar o ano 1 do calendário Gregoriano.

A Data do Nascimento de Jesus

15 - Em 1286 a.u.c ( ad urb condita, isto é, ''desde a fundação de Roma' ) o Papa Gregório XIII ), a fim de corrigir a defasagem oriunda da precessão dos equinócios, que já somava 10 dias, incumbiu o monge grego Dionísio Exíguo de criar um novo calendário, com base no nascimento de Jesus.

16 - Sabe-se, com absoluta certeza, que Jesus nasceu enquanto Herodes era vivo. Contudo, estranhamente, o monge, que era matemático, astrônomo e historiador, não levou em consideração o ano da morte de Herodes, cognominado o Grande, que é conhecida historicamente, e sob cujo reinado Jesus nasceu, fixando o ano 1 do atual calendário no início do reinado do imperador romano Caesar Otavianus com o título de Augusto.

17 - Este fato deu-se quatro anos após a morte de Herodes. O calendário gregoriano, porém, conserva o erro até hoje. Profeticamente, o nascimento de Jesus estava relacionado à ocorrência de uma grande conjunção planetária, que se verificou no ano 7 antes do início do atual calendário. A conjunção, raríssima, ficou conhecida com o nome de 'estrela de Belém', e repetiu-se por três vezes naquele ano, a última vez em 4 do mês dez.

18 - Por algum motivo, o monge parece ter-se equivocado deliberadamente. Os magos que visitaram o Nascituro não eram reis temporais, mas, sim, grandes Iniciados da Mesopotâmia.

Pietro Ubaldi

19 - Alguém disse que 'as forças que fazem mover as rodas do mundo nascem nos sítios solitários'. Na mística Úmbria de Francisco de Assis, na bela Itália, nasceria uma grande Alma chamada Pietro Ubaldi, um dos maiores místicos do século passado, que muitos pensam ter sido a reencarnação de Pedro, o Apóstolo.

20 - Antes de iniciar a obra de sua revelação, que tem como fulcro "A Grande Síntese", Ubaldi recebeu, como prólogo, do Mundo Maior sete mensagens de exaltação moral-espiritual. No final da 'Mensagem do Perdão', após dissertar sobre os desafios que a humanidade enfrentaria neste final de ciclo, colocou esta advertência: "Sois livres e podeis também retroceder. No período que resta deste século se decidirá do terceiro milênio. Ou vencer ou morrer; e a morte, desta vez, é a morte pior, porque é morte de espírito".

21 - Enfatizando as noúres, Pietro Ubaldi sintetizou na advertência o pensamento do Plano Superior em relação aos acontecimentos que adviriam para a humanidade em função da persistência nos seus erros. Hoje, observando-se os fatos, tem-se a impressão que a humanidade já fez a sua escolha, internando-se cada vez mais nas trevas da irracionalidade.

Dilatação de Prazo, Um Grande Sacrifício.

22 -  É a energia misericordiosa do Cristo que tem contido a força da Lei, que quer o restabelecimento do equilíbrio afetado. Errôneo pensar-se em termos de 'faxina espiritual' para o que está por vir dentro do carma planetário, pois tanto o homem como a humanidade coletivamente aprendem pela mesma lei, isto é, colhendo o resultado de suas experiências, não representando esta matriz qualquer castigo ou capricho do destino, mas a forma pedagógica pela qual o Homem ascende.

23 - Segundo revelou o médium Chico Xavier, houve uma dilatação de 50 anos no prazo dos acontecimentos porvindouros, decidida pelo governo oculto da Terra, que expirará em 2019. É importante saber que esta medida só foi possível graças à energia dos poucos braços que trabalham para o propósito do Bem e que impedem as Trevas de obterem uma vitória total.

24 - O tempo, porém, esgota-se rapidamente e o pensamento trevoso trabalhando metodicamente para rotular de 'preconceito' toda manifestação de racionalidade humana contra os maus costumes, procurando anular a virtude do discernimento e plantando o espírito da indiferença egoísta.

Planeta X

25 - Suspeitado há algum tempo, presume-se que foi detectado, em 1983, como uma fonte de calor a 80 bilhões de quilômetros do Sol., posteriormente corrigido para a metade desse valor. Hoje estima-se que esteja de 11 a 15 bilhões de kms de distância, sendo visto no telescópio SPT como uma amêndoa avermelhada de 2,5 cm de diâmetro. Alguns cálculos do seu campo gravitacional indicam que tem uma massa de 5 a 6 vezes a de Júpiter.

26 - Embora ainda não tenha sido possível determinar perfeitamente a sua rota, calcula-se que se chegar a 4 u.a. de distância da Terra, pode fazer iniciar a verticalização do seu eixo. A distância média de Júpiter à Terra é de 5,2 u.a. UA é a abreviatura de 'unidade astronômica', equivalente à distância média do Sol a Terra, que é de 149,6 milhões de kms. Se tal astro vier a passar a 15 milhões de kms, como preveem alguns videntes, o seu tamanho no céu será monstruoso.

Psicografia de Luizinho

27 - A poesia abaixo foi psicografada em 11 de janeiro de l98l no Educandário Social "Lar de Frei Luiz", instituição espírita sediada no Rio de Janeiro. 

"As estrelas cairão do firmamento,

Raios e coriscos serão açoites,

Castigando a Terra que gemerá em sofrimento.

Para os mortos, cegos e surdos, a mais longa e negra das noites.

A Terra castigada, rugindo, estremecerá.

O imenso oceano abandonará seu velho leito.

Um grande e sinistro planeta negro crescerá.

------------

Consequências da Verticalização Abrupta do Eixo da Terra

28 - A Terra gira em torno do seu eixo com uma inclinação de 23° 27' em relação ao plano do equador. Pela precessão dos equinócios, a verticalização do eixo terrestre só deveria ocorrer num período de 25.920 anos. Ocorrendo de forma abrupta, será algo calamitoso:

• O planeta balançará por três dias e três noites, com a Terra parecendo fora de sua órbita. Ouvir-se-ão grandes estrondos.

• Produzir-se-á uma grande translação dos astros no céu, parecendo que as estrelas 'cairão'.

• Um verão escabroso precederá estes acontecimentos.

• Inúmeros vulcões entrarão em erupção em todo o mundo, lançando cinzas e poeiras na atmosfera. O ar ficará caliginoso para respirar e a água sulfurosa.

• O planeta mergulhará em trevas por muitos dias, com o Sol e a Lua deixando de dar a sua luz.

• A Lua tornar-se-á avermelhada e o seu disco aumentará 11 vezes de tamanho. Nota - Talvez por efeito de uma refração anormal ou porque ela se aproximará da Terra. Ou por ambas as hipóteses.

• Acontecerão abalos sísmicos descomunais em razão dos deslocamentos das placas tectônicas.

• Novas terras Surgirão e muitas submergirão.

• Enormes crateras abrir-se-ão nos continentes, tragando cidades inteiras, vilas e povoados. Pedras gigantescas rolarão das encostas, fazendo muitas vítimas

• Ondas gigantes se erguerão no mar, afundando navios e encaminhando-se para os litorais, afogando os que estiverem nos planos mais baixos. .

• Aeronaves em voo se precipitarão no solo.

• Satélites de comunicação se extraviarão.

• Florestas queimarão, lagos secarão e rios sairão de seus cursos.

• Os animais selvagens fugirão espavoridos para as cidades e provocarão muito pânico entre os habitantes.

• Multidões ensandecidas abalarão a ordem pública e ninguém estará seguro em sua própria casa.

• Mais de terça parte da humanidade morrerá sob o impacto das turbulências dos primeiros dias. Outra grande parte sucumbirá ao longo dos eventos que sucederão. Somente uma terça parte sobreviverá.

• O calendário agrícola resultará perdido e os homens não saberão o que plantar fora dos trópicos. Faltarão víveres.

• Fome tenebrosa assolará a humanidade aflita. Ásperos conflitos surgirão entre os homens por este motivo.

• A desordem caótica desencadeará um período de psicoses coletivas e alienações mentais.

• Faltarão medicamentos. Muitos cadáveres permanecerão insepultos. Surgirão várias doenças. Os serviços públicos deixarão de funcionar por algum tempo nos lugares mais afetados.

• Após isso tudo, uma longa estação invernal sucederá ao aplacamento dos cataclismos. Haverá um grande dilúvio. • Por quase 200 anos a Terra sofrerá com problemas de toda ordem. As calotas polares reduzirão substancialmente de tamanho e as geleiras perderão seus mantos de gelo e neve, fazendo subir o nível das águas dos oceanos e recuarem os litorais.

• Estima-se que dois terços da humanidade perecerão, a maioria nas primeiras horas, e o terço restante lutará com grandes aflições.

• Após todas essas tribulações, o planeta subirá 2 Hz na escala cósmica. Os que não estiverem em condição de sintonizarem com a Nova Ordem que será instalada no planeta não voltarão.

O Despertar das Profecias

29 - Uma das finalidades das profecias é despertar o interesse científico para o exame dos fatos anunciados por elas. Neste sentido, é que a NASA está cumprindo o seu papel ao ter instalado o caríssimo telescópio SPT na Antártida, local onde sabemos que, na maior parte do tempo, o céu mostra-se nublado.

As Teorias do Caos

 30 - I. Sistema Solar Binário - Pelas perturbações observadas nas órbitas dos planetas exteriores do sistema solar, discute-se que o Sol pode ter uma estrela de neutrons como companheira, formando com ela um sistema binário. A trajetória dessa estrela, porém, matematicamente, segundo alguns astrônomos, nunca poderia se aproximar a menos de 1 ano-luz da do Sol, mas poderia conter em órbita um planeta gigante com uma trajetória excêntrica e bastante alongada, que periodicamente penetraria no sistema solar interior como um grande cometa.

31 - Tal astro seria o 'Planeta X' que a ciência procura, e que teria uma massa supostamente 4 a 8 vezes a da Terra. Estrela de neutrons é um corpo celeste supermassivo, algumas vezes chamado de anã negra, porque não reflete a luz solar, resto da explosão de uma supernova.

32 - II. Nêmesis - Os astrônomos trabalham com a hipótese de que Nêmesis seja o Planeta X, classificando-o como uma anã marrom, uma proto-estrela que se aproxima da Terra pelo hemisfério sul, penetrando num plano bastante inclinado, quase perpendicular, em relação à órbita terrestre. Proto-estrela é um astro cuja massa é insuficiente para fazê-lo explodir como uma estrela comum, podendo converter-se num planeta gigante.

33 - Esta hipótese considera Nêmesis orbitando o sistema solar da estrela Taygeta, integrante do sistema estelar de Alcyon, o sol central das Plêiades. Alcyon é o centro de um aglomerado estelar aberto, formado por sete estrelas, com Taygeta ocupando a sexta órbita e o nosso Sol a sétima. A aproximação das duas órbitas estelares faria com que o planeta mais externo de Taygeta, no caso Nêmesis, com massa estimada de 5 a 6 vezes maior que a de Júpiter, penetre ciclicamente no plano orbital do Sol, aproximando-se da Terra e originando grandes catástrofes.

34 - O ciclo percorrido seria de aproximadamente 13 mil anos, tendo o último causado o afundamento da última parte do continente Atlante.

35 - III. Asteroide Apophis - Com relação aos eventos apocalípticos, a Terra corre também outro perigo já identificado: o asteroide Apophis, que em dezembro de 2004 passou muito próximo em termos astronômicos, causando grande preocupação.

36 - Com massa suficientemente grande para provocar um impacto devastador, este astro só foi detectado quando já se deslocava abaixo das órbitas dos satélites geossíncronos de comunicação. Mas, com exceção dos cientistas, a quase totalidade da população mundial não tomou conhecimento dele, ignorando o perigo.

37 - Alguns místicos apresentam elaboradas interpretações astrológicas para relacionar uma possível queda desse astro às profecias apocalípticas. Entretanto, inegavelmente, por mais que um possível impacto possa se dar, embora imensamente catastrófico, com a liberação de mais de 500 megatons de energia, ainda assim a destruição seria limitada e não se compararia em magnitude aos fenômenos desencadeados pela compressão gravitacional de uma massa milhões de vezes maior.

38 - A colisão do Apophis com a Terra, segundo os defensores dessa idéia, dar-se-ia em 24 de abril de 2036. Sabemos, porém, como é dificil prefixar datas para esses eventos proféticos. Os astrônomos garantem que o risco de uma colisão com a Terra é mínimo ou inexistente, embora admitam que a próxima passagem poderá fazer com que o asteroide entre em ressonância orbital com a Terra, criando assim uma possível janela de impacto para o ano de 2037.

Nota - Com órbita excêntrica, Apophis só foi descoberto em 2004, cabendo perguntar desde quando este astro vem atravessando insuspeitamente a vizinhança terrestre?!

Reflexão

39 - Não há consenso em torno de nenhuma teoria. A única certeza é a de que uma massa gigantesca aproxima-se do sistema solar vindo da direção da constelação de Órion e a NASA, como medida de precaução, instalou para rastreá-la um sofisticado telescópio infravermelho na península Antártica. Se confirmada a suspeita, o que farão os governos para salvar suas populações e evitar o caos? A ciência oficial dará conhecimento prévio? O que faremos nós quando a visão do astro intruso começar a aumentar no horizonte?

40 - O único meio de contornar a tragédia seria a elevação quântica do padrão vibracional humano, que repeliria a ameaça do campo gravitacional do astro intruso. A destruição será tanto menor quanto mais elevado for este fator quântico e inversamente na razão contrária, como sugere a 'Mensagem do Perdão' de Pietro Ubaldi.

Alcyon e o Cinturão de Fótons

41 - Numa palestra nos Estados Unidos, o médium Divaldo Franco mencionou ter recebido informação do 'mundo espiritual' sobre a entrada do Sol no cinturão de fótons de Alcyon. Este cinturão é um imenso disco circundante de radiação eletromagnética, com cerca de 30 anos-luz de extensão.

42 - Questionado sobre a improbabilidade dessa afirmação, o médium disse confiar nas informações recebidas e estar aguardando as manifestações futuras. Argumenta-se, porém, que Alcyon, como aliás todas as Plêiades, são estrelas novas, recém-saídas de suas nebulosas, ainda envoltas em seus 'líquidos amnióticos', As Plêiades estão circundadas por nuvens muito quentes de poeira e gás, refletindo no espectro branco-azulado.

43 - Alcyon está a 368 anos-luz do nosso sistema solar, uma distância muito grande para uma composição estelar com o Sol diante de centenas ou milhares de estrelas mais próximas. O que levaria o Sol, com mais de 4,6 bilhões de anos de formação, a gravitar em torno de uma estrela jovem e tão distante, situada a 348 quatrilhões de quilômetros de distância?!

44 - Não poderia o Sol integrar um dos 79 sistemas estelares mais próximos, situados num raio de apenas 20 anos-luz e que contêm 110 estrelas conhecidas?! Por que a gravidade de Alcyon não atrai também essas estrelas?!

Final

45 - Hercólubus é o verdadeiro causador dos diversos distúrbios climáticos e geofísicos que vêm abalando a Terra. O processo faz parte da seleção espiritual que tem se verificado periodicamente no esquema evolucionário terrestre, até que a humanidade alcance um nível de progresso espiritual mais elevado. Este deve ser o último grande abalo a se suceder.

46 - São apontados sete lugares que sofrerão tremendos abalos e sete que serão privados ou apenas atingidos moderadamente, incluindo-se entre estes últimos a maior parte do território brasileiro e da América do Sul.

/ 0 \

<nsbarros3@gmail.com> 

Responder à discussão

RSS

© 2017   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!