PSICOGRAFIA de DIRETOR da CHAPECOENSE relata como foi o SOCORRO ESPIRITUAL após a TRAGÉDIA !

Em Psicografia diretor da Chapecoense relata como foi o socorro espiritual após a tragédia

Dia 24 de Janeiro 2018, foi divulgado um vídeo onde a família de Cadú Preuss, que foi diretor do time Chapecoense, recebeu uma carta psicografada, contando detalhes de sua vida no plano espiritual e de como foi o resgate das vítimas do trágico acidente aéreo.

A tragédia da Chapecoense envolveu o avião que trazia 77 pessoas a bordo, tendo por passageiros atletas, equipe técnica e diretoria do time brasileiro da Chapecoense, jornalistas e convidados, que iriam a Medellín onde o clube disputaria a primeira partida da Final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

O avião não chegou ao seu destino, pois na madrugada do dia 29/11/2016, havia acontecido um acidente. A aeronave caiu próximo ao local chamado Cerro El Gordo, ao se aproximar do aeroporto em Rionegro. Entre passageiros e tripulantes, 71 pessoas morreram na queda do avião e seis foram resgatadas com vida. Eduardo Luiz Preuss ou somente Cadú Preuss, como era chamado, também foi uma vítima do acidente.

A notícia deixou a cidade de Venâncio Aires (RS) estarrecida. Cadú ex-jogador do Guarani, mas havia passado por diversas equipes, encerrando a carreira de jogador na própria Chapecoense, em 2010, com 29 anos, tornando-se por último membro da diretoria da equipe catarinense.

Na psicografia, o médium Hamilton Júnior chama o nome do desencarnado frente a multidão, que leva imediatamente ao pranto de saudade. Antes de começar a leitura o médium psicógrafo diz em tom descontraído “Ele escreveu um livro pra mim”, fazendo referência ao tamanho da carta psicografada.

E inicia:

“Eu sei que ficaram muitas perguntas, muitos questionamentos a respeito do nosso desencarne. Tantos sonhos frustrados e interrompidos. Tantos jovens, cada um com uma história, uma vida, todos felizes dando o melhor de si mesmos.

“O que parece ser injustiça, quando visto de cima, todas as ideias e conceitos sobre o divino são repensados, refeitos, colocados em testes, em refazimento. Quero primeiramente que saibam que nada acontece por acaso. Não existem vítimas no Universo. Colhemos o que plantamos. Aprendo aqui que esta é a lei universal e inalterável, (…) a lei da ação e reação. Todos nós estamos seguindo uma programação. Estávamos juntos em outras vidas e provocamos vários desastres aéreos no tempo das guerras. E a boa justiça divina nos chamou para o acerto! Mãe… Minha mãe Sílvia… Eu sei que o seu coração sofre com essa saudade; sei que não é fácil ver os dias passarem e não ter a minha presença física ao seu lado. Ah, mãe! Eu sei o que é isso. Sabe… quando tudo aconteceu, foi bem complicado. Estava feliz, (…) Eu conversava quando tudo de repente se tornou um grande caos. Mas eu pude, minha mãe, no meio desse caos e gritos de desespero, e nesta hora eu lembrei da senhora e da nossa família. Passou como um filme na minha cabeça e eu pedi a Deus força e misericórdia.

Quando de repente me vi no chão, fora do corpo e muitos irmãos vestidos como enfermeiros e outros com crachás médicos ajudavam a todos. Veja, minha mãe, eu me dei conta quando senti uma mão macia e amiga sobre o meu ombro. Era a vó Maurícia. .

E a vó Maurícia quem me acalmou e me auxiliou naquele momento. Me acalmando e pedindo para eu ficar calado. Quando de repente caí num sono. Não sei por quanto tempo. Quando acordei, avistei a vó Neli, que me ajuda a escrever esta carta. Seu filho está bem! Eu quero que fique bem, também, minha mãe! Eu cumpri a minha agenda. Aquilo mesmo que eu programei e escolhi. Mãe… Eu te amo muito, minha mãe… Cuide do meu pai, meu paizão, meu Arnaldo! Te amo, meu Pai! Força! A providência divina me poupou das dores. E eu desencarnei antes de cair o avião.

Gabrielle, minha filha querida! Estarei sempre ao seu lado, nunca se esqueça disso. Nunca deixarei você só. Eu te amo! Cuide da sua mãe Ana.

Um beijão também no Pedro,e na tia e em todos vocês da minha família.
Eu amo muito vocês, não chorem por mim! Eu estou muito bem. Rezem! Rezem muito. Não só por mim, mas por todos nós. Muita luz sempre!

Com amor,

Eduardo Luiz Preuss"

Assista o Vídeo do Momento da Psicografia

Tags: !, CHAPECOENSE, DIRETOR, ESPIRITUAL, PSICOGRAFIA, SOCORRO, TRAGÉDIA, a, após, como, Mais...da, de, foi, o, relata

Exibições: 2659

Responder esta

Respostas a este tópico

 Porque pessoas que desencarnam em momentos de comoção nacional SEMPRE vem para dar seu recado, enquanto outras que desencarnam no anonimato, mas muitas vezes em situações que justificariam muito mais um alento aos familiares, pois seu desencarne poderia até prejudicar os que ficaram, pela não concordância do mesmo,  não o fazem tão assiduamente? Não desmerecendo o médium, jamais, mas fica uma dúvida quanto a veracidade de tais relatos!


Boa tarde, Elizabete. 

Com relação a sua pergunta, podemos dizer que conforme a literatura espírita consultada, não houve resposta,

Conforme os Espíritos Superiores nos colocam, é que o "correio funciona de lá para cá", ou seja so quando há permissão para tal procedimento.

Paz e Luz

Nyl


Elizabete Maria de Oliveira disse:

 Porque pessoas que desencarnam em momentos de comoção nacional SEMPRE vem para dar seu recado, enquanto outras que desencarnam no anonimato, mas muitas vezes em situações que justificariam muito mais um alento aos familiares, pois seu desencarne poderia até prejudicar os que ficaram, pela não concordância do mesmo,  não o fazem tão assiduamente? Não desmerecendo o médium, jamais, mas fica uma dúvida quanto a veracidade de tais relatos!

Concordo com sua explanação, mas de acordo com a Literatura espírita, esse "correio" de lá para cá, só funciona quando há a real necessidade de um intercâmbio, especialmente quando o desencarne de uma pessoa pode estar prejudicando a encarnação de alguém que ficou.Ou em casos em que esse intercâmbio pode servir como comprovação da vida após a "morte" ou mesmo em casos específicos já amplamente divulgado, e não consegui ver neste caso, nada que justifique isso..O que me incomoda e muito é exatamente o fato de "comunicações" em casos que geram publicidade. E quanto a permissão dada, depende de X fatores, inclusive da capacidade e merecimento do desencarnado, e uma delas, com certeza, não é simplesmente satisfazer a nossa curiosidade.... Portanto, quando vejo alguma psicografia de famosos que desencarnaram, ou similar, costumo analisar minuciosamente o fato e raras vezes tenho topado com a total veracidade.

Olá amiga!

Desculpe a demora da resposta...estava meio ausente.

Tudo o que disse é exatamente o que sei...

Talvez ainda necessitamos não de provas, mas realmente fortalecer a nossa FE!!!

Opinião minha.

No momento só tenho que te agradecer por tambem estar compartilhando com nossa evolução,

Paz e Luz.

Bjs,

Nyl

Elizabete Maria de Oliveira disse:

Concordo com sua explanação, mas de acordo com a Literatura espírita, esse "correio" de lá para cá, só funciona quando há a real necessidade de um intercâmbio, especialmente quando o desencarne de uma pessoa pode estar prejudicando a encarnação de alguém que ficou.Ou em casos em que esse intercâmbio pode servir como comprovação da vida após a "morte" ou mesmo em casos específicos já amplamente divulgado, e não consegui ver neste caso, nada que justifique isso..O que me incomoda e muito é exatamente o fato de "comunicações" em casos que geram publicidade. E quanto a permissão dada, depende de X fatores, inclusive da capacidade e merecimento do desencarnado, e uma delas, com certeza, não é simplesmente satisfazer a nossa curiosidade.... Portanto, quando vejo alguma psicografia de famosos que desencarnaram, ou similar, costumo analisar minuciosamente o fato e raras vezes tenho topado com a total veracidade.

Olá.

Como sabemos "o telefone só toca de lá para cá". Porquê assim? Porque no mundo espiritual é onde acontece toda a organização para o mundo dos que estão encarnados. Aqui onde estamos, encarnados, é apenas um "palco" a organização da providência é enorme e com uma perfeição inimaginável. Os professores (espíritos mais evoluídos e diretores da providência) sabem exatamente o que fazer e o porquê das coisas.

Geralmente só vai à público quando o público assim pede. Fora dessas cartas que vem a público há milhares de outras cartas que não interessam à massa, mas apenas aos familiares. Quando um famoso morre, a população fica logo se perguntando das motivações, do que será que aconteceu, ficam inventando estórias, etc... desse modo quando um médium recebe uma comunicação de um famoso ele pode divulgar abertamente, desde que com as devidas permissões da família.

Lembremos que Chico Xavier psicografou milhares de cartas de "não famosos", e trouxeram consolação a milhares de famílias. Elas foram extremamente relevantes às famílias, mas sem importância para o resto da população.

Note que Cadu Preuss está falando para o círculo próximo dele e não para a população, jornais, etc... isso é o que importa de fato para os corações envolvidos (ele e os amados).


Quando à veracidade, lembre-se que quem precisa acreditar é APENAS A FAMÍLIA e aos amados daquela pessoa que vem se comunicar. O comunicante não faz questão nenhuma que outros acreditem. 

Lembrem-se que para um espírito se comunicar com um médium é uma tarefa bem complicada, deve se estabelecer uma sintonia de pensamentos muito delicada. Há uma insegurança no comunicante se vai conseguir se expressar bem, se o médium está bem, se o tempo é o certo, a fila de espíritos que querem se comunicar, etc, etc, etc... não é um "telefone".

Responder à discussão

RSS

© 2018   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!