Problemas de Amor, Karma, Vidas Passadas, Lei da Causa e de Efeito, Espiritismo, http://espacoconscienciapura.blogspot.com, Espaço Consciência Pura

Porque será que muitas pessoas se apaixonam, declaram-se, são correspondidas, depois casam e são felizes para sempre, enquanto que outras não conseguem encontrar a felicidade no amor?

Quanto mais procuram, menos encontram...
Quanto mais se envolvem e entregam, mais se desiludem...
Será que é uma dívida karmica do passado, ou será desta vida presente?
A Doutrina Espírita explica sobre a sua óptica o porquê das dificuldades amorosas neste vídeo. Depois de o ver, fiquei mais tranquila. Afinal, todos poderemos ser felizes neste sector.
Vejam o vídeo!

 

Tags: -, AMOROSAS, DIFICULDADES, ESPIRITISMO, O, SEGUNDO

Exibições: 8167

Responder esta

Respostas a este tópico

Boa palestra. Dou a minha opinião.

Para os que têm a consciência desperta a vida manifesta-se como uma verdadeira iniciação. Dentro dessa concepção, a carência afetiva é uma lição a ser aprendida e apreendida pelo Espírito. Basta refletir sobre as angústias e decepções sofridas como provas na vida para se ter uma idéia das faltas cometidas no passado.  

A carência ou insucesso na vida sentimental estão ligados aos abusos cometidos outras existências contra o sexo oposto por cupidez, caráter leviano ou esbulho de confiança depositada, que macularam ou destruíram sonhos de amor e felicidade, incitando revoltas e desencantos, às vezes, inclusive, com resultados trágicos.   

Na vida atual, muitos dos Espíritos em débito sofrem o efeito das quedas provocadas, não conseguindo condições propícias para a realização dos seus sonhos afetivos, visto que, diante da Lei (a manifestação da vontade do Altíssimo), é imprescindível que o raio emissor volte ao ponto de partida para administrar à consciência a lição necessária. .

É importante saber que, em qualquer situação na vida, estamos sempre diante de nós mesmos, seja criando as circunstâncias com a nossa idiossincrasia, seja encarnando de tal forma que torna-se difícil encontrar correspondência afetiva, sofrendo o Espírito a dor do desencanto e da solidão amorosa, nem sempre plenamente perceptível pelos amigos ou companheiros de jornada.  

Pode parecer castigo doloroso, mas, é a lógica da lei de causa e efeito, funcionando como mecanismo conscientizador do Espírito e restabelecendo o equilíbrio do universo afetado por suas ações desarmônicas. Na carência, o Espírito aprende a valorizar e a desejar aquilo que já possuiu e perdeu por insanidade.  

Conforme o Cristo, "a quem tem, mais será dado, e quem não tem, mesmo o que tem, lhe será retirado". O carma pode durar algum tempo ou, talvez, a vida inteira. Tudo dependerá da intensidade do potencial que a Consciência deve transmutar.

Diz um adágio esotérico que o homem é o ferreiro do seu próprio destino. Por isso, não devemos desistir dos sonhos de felicidade, pois é desta forma que construímos o futuro com nossos pensamentos e sentimentos. Ademais, não sabemos quando dependerá de nós torcer o carma a nosso favor. Nada é imperceptível ao Grande Ser. 

Fraternal abraço.

Excelente matéria. Muito consoladora e instrutiva para o nosso espírito.

Responder à discussão

RSS

© 2017   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!